Em delação, ex da OAS dirá que campanha de Marina teve 'caixa 2' | Fábio Campana

Em delação, ex da OAS dirá que campanha de Marina teve ‘caixa 2’

índice

Lauro Jardim, O Globo

Na negociação da delação premiada de Léo Pinheiro, há uma revelação destinada a fazer muito barulho. Atinge duas figuras que têm suas imagens ligadas umbilicalmente às questões da ética e da sustentabilidade — uma, na política; a outra, no meio empresarial.

O ex-presidente da OAS se comprometeu com os procuradores a falar do caixa dois que, segundo ele, irrigou a campanha de Marina Silva à Presidência em 2010.

O pedido a Pinheiro foi feito por Guilherme Leal, um dos donos da Natura, candidato a vice-presidente de Marina naquela eleição.

Alfredo Sirkis, ainda de acordo com a delação do ex-presidente da OAS, acompanhava Leal quando a negociação foi fechada.

Oficialmente, ou seja, no caixa um, o TSE não tem registro de qualquer doação da empresa baiana para a campanha de Marina.


2 comentários

  1. jose
    domingo, 12 de junho de 2016 – 22:58 hs

    Com essa carinha de coitadinha, e outra, criada dentro da jaula do PT, não engana ninguém, não consegue nem dominar b uns imbecis do seu partido.

  2. JOHAN
    segunda-feira, 13 de junho de 2016 – 10:33 hs

    Caro FÁBIO, a sociedade já tinha conhecimento que a REDE de sustentação da ORGANIZAÇÃO, tinha mão na corrupção, isso é fato. A origem desse grupo acriano, com grileiros, guerrilheiros, corruptos degradadores ambientais e dominantes em seu estado original é um espanto, para acreditar só vendo. Não há espaço no país de 2018 para esses elementos. Atenciosamente. .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*