'Curitiba está sitiada', diz Frente Parlamentar | Fábio Campana

‘Curitiba está sitiada’, diz Frente Parlamentar

fernando-francischini

Acontece na próxima segunda-feira (13), às 10h30, o lançamento da Frente Parlamentar e Cidadã da Resistência Popular na Assembleia Legislativa. A frente, composta por 200 deputados, é presidida pelo deputado Fernando Francischini (SD-PR) que avisa que serão requeridas medidas urgentes na desobstrução das vias e desocupação de prédios públicos invadidos por integrantes do PT, MST, MTST, APP Sindicato e outros movimentos simpáticos ao PT.

Os líderes nacionais dos movimentos pelo impeachment estarão presentes em Curitiba. Também será feito um manifesto oficial contra a prática da doutrinação ideológica em escolas estaduais. Nesta sexta-feira, 10, a APP Sindicato mobilizou seus integrantes para participar da ação coordenada pela esquerda de paralisação das aulas em todo país. No Paraná, ao contrário do restante das cidades, a APP decidiu convocar os alunos para, segundo material divulgado pelo órgão, explicar sua visão do primeiro mês de Governo do presidente Michel Temer.

“É criminoso o que estão tentando fazer com nossos filhos! Querem usá-los como massa de manobra do PT. Querem formar militância cega mesmo baseada em mentiras e difamações. Não vamos aceitar também que baderneiros e desocupados ocupem e bloqueiem as ruas de Curitiba”, afirma Francischini.

(foto: Agência Câmara)


6 comentários

  1. Macambúzio
    sexta-feira, 10 de junho de 2016 – 18:49 hs

    Antigamente eles pegavam em armas e matavam inocentes, se fosse o caso!! Hoje, ocupam! Melhorou!!!!

  2. Zé Venancio
    sexta-feira, 10 de junho de 2016 – 20:05 hs

    Francischini????
    Lá vem tiro, portada e bomba…
    Tipo de radicalismo idiota, que foi inaugurado pelo movimento de ultra direita capitaneado por este senhor e Bolsonaro…
    Os movimentos sociais estão inflamados pelo apoio dado a uma presidente ilegítimo e potencialmente tão envolvido em falcatruas quanto seus antecessores, ou mais…
    Lá vamos nós de novo com camburões…

  3. henry
    sábado, 11 de junho de 2016 – 10:05 hs

    mst NÃO PASSA DE UMA FACÇÃO CRIMINOSA A SERVIÇO DOS corruPTos DO pt. PORTANTO, “pau neles”. MARGINAL TEM QUE SER TRATADO COMO TAL.

  4. Dieter
    sábado, 11 de junho de 2016 – 10:44 hs

    Solução básica: Jogar algumas granadas no meio desse povinho. Alguns vagabundos morrerão, mas é para um bem maior!

  5. batista
    sábado, 11 de junho de 2016 – 14:48 hs

    sr deputado o sr deve entender muito bem de baderna ate porque o sr e especialista em mandar bater e professor o povo não e bobo tu jamais sera esquecido quem vê esta tua brava e porque não te concheasse por que nos paranaense sabemos muito bem que tu ex ?

  6. Helena
    sábado, 11 de junho de 2016 – 16:05 hs

    Deputado Fancischini,, não são movimentos SIMPÁTICOS ao PT, são movimentos pelegos do PT, que recebem milhões dos cofres públicos para apoiarem o PT a continuar no poder. Essa é uma reação deles com medo de secar a teta que os marmanjos vivem mamando.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*