Alvaro Dias recebeu propina segundo delator | Fábio Campana

Alvaro Dias recebeu propina segundo delator

alvaro-dias

O ex-deputado federal Pedro Correa afirmou em delação premiada que a construtora Queiroz Galvão pagou propina, em 2009, a membros do PP e do PSDB para frear as investigações na CPI da Petrobras.

O delator afirmou que o repasse de R$ 10 milhões foi feito através do então senador Sérgio Guerra, já morto, para fazer a redistribuição “sobretudo com o senador Álvaro Dias” – que hoje está no PV – e o senador Aloísio Mercadante, que era líder do PT, mas não estava na CPI. Com informações do G1.

Ildefonso Colares Filho, presidente da Queiroz Galvão na época, tinha afirmado a Pedro Correa que além desses R$ 10 mi, já tinha repassado R$ 9 milhões a Francisco Dornelles, então senador e presidente nacional do PP, e hoje governador em exercício do Rio. Tudo com o objetivo de aliviar as investigações.

Alvaro Dias disse que as afirmações de Pedro Corrêa não têm consistência e que o próprio Sérgio Guerra, em gravações da Polícia Federal, confirmou que o comportamento dele foi de “lisura absoluta” nos trabalhos da CPI da Petrobras. Ele disse que as investigações da CPI resultaram em 19 representações ao Ministério Público.


10 comentários

  1. Fabio
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 9:03 hs

    Aperta o youseff e veja se no mesmo jato que andou André Vargas ,o próprio alvaro não usou por várias vezes , já que ambos eram muitos amigos .. Duvido que vão investigar ..mas no caso está a denúncia …..alguém aproximou o alvaro da PF e depois desta amizade ele saiu correndo do Psdb e correu para um partido anão que terá poucas coisas contra na lava jato…lembrem se que ele já fez isto no caso do banestado saiu do partido e mudou para outro ….

  2. roberto novaes jr
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 9:18 hs

    Dio mio !! Sobrou alguem?

  3. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 10:32 hs

    Esta fotografia deve ter uns vinte anos…

  4. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 10:33 hs

    Em segundo plano, o Romero Jucá, quando ainda usava costeletas…

  5. Paolo
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 11:17 hs

    – OS LADRÕES CONFESSOS ESTÃO COM A BOLA TODA, PEITANDO AUTORIDADES EM REDE NACIONAL,DANDO DE DEDO NAS PESSOAS DE QUE DESGOSTAM, SEM APRESENTAR UMA MÍSERA PROVA, TUDO SOB OS OLHARES APALERMADOS DO MPF (PGR) E DO STF!!!
    – URGE UMA MUDANÇA DE INTERPRETAÇÃO NA LEI DAS DELAÇÕES, QUE NÃO PERMITA LADRÕES DO ERÁRIO TOMAR A PALAVRA E DENEGRIR AS PESSOAS, SEM APRESENTAR PROVAS!!!
    – ALIÁS, ANTES DE TORNAR PÚBLICAS AS DELAÇÕES, O PODER JUDICIÁRIO DEVERIA INVESTIGAR O CONTEÚDO DAS DELAÇÕES DOS BANDIDOS LADRÕES DO POVO, E DAR PUBLICIDADE SOMENTE DAQUELES FATOS ONDE A PROVA JÁ TENHA SIDO COLHIDA!!!!
    – OU SERÁ QUE O JUDICIÁRIO É TÃO IMBECIL A PONTO DE ACREDITAR EM TUDO O QUE OS LADRÕES DIZEM NAS DELAÇÕES?

  6. Renato Britto Barros
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 16:55 hs

    O Této de Vinil também tem telhado de vidro.

  7. imauricioprofeta
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 19:13 hs

    Que saudade dos homens de botões dourados,naquela época quem roubava dinheiro público dos nossos impostos,tinham como destino o aeroporto para fugirem do país.

  8. Justo
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 19:40 hs

    Toda campanha no Brasil, ocorria com um custo, custo esse alto, isso falando do cumprimento da regra eleitoral, e todos recebiam doações mais variadas, mas, como saber das origens, para que haja a má fé de qualquer político, de saber se a origem delituosa, cabe a comprovação, falamos de forma geral, era regra receber doações variadas, cabe a justiça separar o trigo do joio.

  9. Angelo Antonio
    sexta-feira, 17 de junho de 2016 – 20:48 hs

    Alguém tinha dúvida disso, como ele poderia pagar tanta plástica

  10. Helena
    sábado, 18 de junho de 2016 – 17:49 hs

    Culpar quem já não pode mais se defender, NÃO É CONFIÁVEL.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*