A armadilha da vaidade | Fábio Campana

A armadilha da vaidade

Moro (1)

Sérgio Moro esteve presente ao lançamento do livro de Vladimir Netto sobre a Operação Lava-Jato. Muitas fotos, muitos abraços, muitas conversinhas ao pé do ouvido. E, claro, muita vaidade.

A pergunta que não quer calar entre as pessoas que realmente se preocupam com o futuro da Operação Lava-Jato e suas consequências para o país é justamente esta: será a Lava-Jato enterrada pela vaidade dos envolvidos?


5 comentários

  1. ricardo cabide
    quarta-feira, 22 de junho de 2016 – 17:41 hs

    Não é vaidade, é arma de guerra. Se ele não fortalecer a imagem, destroem a lava jato com a unha.
    Comunicação é fundamental. Claro que deveriam profissionalizar de uma vez, evitar a fulanização.
    Mas, de qualquer jeito, ele está mexendo com o país.

  2. João Miramar
    quarta-feira, 22 de junho de 2016 – 18:38 hs

    Esta é uma nota malandra. Estranha mesmo, considerando o fato de que esta coluna demonstrou sempre seu apoio à Lava Jato. Diante de todos ataques sórdidos já sofridos por este grupo de jovens investigadores é natural que alguns egos se exaltem. Talvez alguém esteja querendo insinuar que submeter Lula a uma investigação por todos os crimes que cometeu ao longo dessa longa era da estupidez seria um ato de vaidade. Nossa impressão é de que em relação a esta força-tarefa não pode haver ambiguidade.

  3. Macambúzio
    quarta-feira, 22 de junho de 2016 – 18:49 hs

    Uma coisa ninguém pode negar: há um evidente MEDO DE PUNIR LULA E SEUS FAMILIARES!!! Lula, na condição de presidente, chegou ao cúmulo de assinar MPs para que seu filho ganhasse dinheiro (fora mais de uma dezena de outros ilícitos)!! Só por esse motivo, Lula e seus filhos deveriam estar presos há mais de um ano!!! Portanto, os componentes da Lava Jato podem até terem sido contaminados pela vaidade, mas também tremem de medo de Lula, daí porque postergam ao máximo as necessárias ações contra Jararaca e sua ninhada de cobras criadas!!!

  4. Dosel Jr.
    quinta-feira, 23 de junho de 2016 – 9:47 hs

    Será que o último parágrafo desta notícia não está errado? Vaidade de quem se refere o autor do texto? Quando ele fala em envolvidos mistura acusados e acusadores.

  5. Professor Bigode
    quinta-feira, 23 de junho de 2016 – 12:01 hs

    Boa tarde.
    Fiquei realmente triste com a dubiedade da nota. Quando roubavam na cara dura, todos estavam quietos, andando como uma boiada que vai morrer, tangida pelo falso andar das autoridades.
    Agora que aparece alguém com culhões para enfrentar os desmandos e malfeitos, logo sugerem que o Juiz (maiúscula) sofre de vaidades. Vão conhece-lo, como eu o conheço, para depois tirarem conclusões verdadeiras.
    Abraços.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*