"Torci para que esse processo não chegasse ao Senado", diz Renan | Fábio Campana

“Torci para que esse processo não chegasse ao Senado”, diz Renan

renan

Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, acaba de dar entrevista coletiva antes de iniciar a sessão que votará o impeachment, afirmou que “Esse momento só ajudará o Brasil e suas instituições se não danificar a democracia.” Quando questionado sobre a ação do governo no STF pedida ontem pela Advocacia-Geral da União, Renan disse que não faz diferença e que confia na Suprema Corte, “a política brasileira está completamente judicializada, logo mais um processo ou menos um não faz diferença”. Lamentou também que o impeachment tenha chegado ao Senado da República, “Em todos os momentos eu torci para que esse processo não chegasse ao Senado”.

E garantiu ser parlamentarista, afirmou que o presidencialismo é muito frágil. “Eu sou parlamentarista e vou continuar como parlamentarista, sobretudo quando vejo numa hora dessa aquilo que é fator de estabilização do presidencialismo balançar. […] O nosso sistema político está deturpado, não temos um sistema de financiamento e isso é fator de todas as crises do Brasil e do mundo [no presidencialismo].” Concluiu o presidente do Senado.

A sessão deve começar em minutos, estava marcada para às 9h.


2 comentários

  1. Zé Ninguém
    quarta-feira, 11 de maio de 2016 – 10:53 hs

    Concordo com o cara, cortar a cabeça de uma “amiga” não deve ser tarefa nada fácil, principalmente aqui em Pindorarma, porque vamos dormir de um jeito e insistimos em acordar de outro. Planejar em Pindorama é um exercício do mais puro achismo.

  2. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 11 de maio de 2016 – 13:46 hs

    Renan sabe que tem um golpe em curso e que logo chegará sua hora por que os tucanos não vão poupa-lo como fizeram com o Cúnha,eles são traidores,trairam o ITAMAR e não vai ser diferente agora.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*