Odebrecht oficializa negociação de delação premiada e vai detalhar doações | Fábio Campana

Odebrecht oficializa negociação de delação premiada e vai detalhar doações

odebrecht

Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo

A Odebrecht e o Ministério Público Federal assinaram na quarta passada o documento que formaliza a negociação de delação premiada e de leniência da empreiteira no âmbito da Operação Lava Jato. As conversas já vinham ocorrendo há alguns meses, mas a partir de agora são oficiais.

HIERARQUIA
Integrantes do Ministério Público pretendem, com a formalização, convocar até mesmo Emílio Odebrecht, ex-presidente da empresa e pai de Marcelo Odebrecht, que está preso, para dar informações.

TUDO E TODOS
A empreiteira se comprometeu oficialmente a detalhar o financiamento de todas as campanhas majoritárias de anos recentes com as quais colaborou –como as de Dilma Rousseff a presidente da República e Michel Temer vice e a de Aécio Neves a presidente, em 2014. Ou seja, nenhum dos grandes partidos (PT, PSDB e PMDB) deve ser poupado.

LINHA PONTILHADA
Apesar dos rumores insistentes de que Marcelo Odebrecht pode envolver diretamente Dilma, que teria pedido a ele recursos para a campanha de 2014 num encontro no Palácio da Alvorada, o tema não foi ainda abordado oficialmente com o Ministério Público Federal.

APERITIVO
Os procuradores negociaram para ter acesso a toda a contabilidade de caixa dois da empresa, o que pode envolver centenas de políticos e até mesmo autoridades de outros poderes. Para se ter uma ideia do alcance dos dados que devem ser fornecidos, só numa das operações de busca e apreensão feitas na empreiteira foi encontrada uma lista com o nome de mais de 300 políticos.

BATALHÃO
O termo assinado pela Odebrecht e pelos procuradores não define o número exato dos executivos que devem delatar. Mas ele pode chegar a 50.

(foto: divulgação)


7 comentários

  1. ciro
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 15:33 hs

    SE É PARA A LAVA JATO, O JUÍZ SÉRGIO MORO PASSAR A LIMPO O PAÍS, QUE NÃO FIQUE PEDRA SOBRE PEDRA

  2. sergio silvestre
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 15:48 hs

    Seria aquela delação que o JUCA disse nas gravações,as tais delações seletivas?

  3. ricardo cabide
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 16:46 hs

    Tem que tomar cuidado para não virem com montanhas de dados irrelevantes para disfarçar os essenciais, sobre a quadrilha internacional da Petrobras.

  4. kbci
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 16:47 hs

    De conformidade a declarações (comentários) já realizadas pelo cidadão Emílio Odebrecht, conclui-se que, desta feita, a prisão de “ex-presidentes” é uma questão de tempo ???

  5. Macambúzio
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 16:53 hs

    Doações eram proibidas? Não!!! Então esse LADRÃO tem a obrigação de dizer o quê era PROPINA e o MOTIVO, e o que NÃO era propina, mas simples doação!! Caso contrário ele vai MELAR tudo: ARMADILHA BISOL!!!!!!!

  6. Juca
    terça-feira, 31 de maio de 2016 – 20:40 hs

    Pelo jeito o SS Calça Frouxa está com síndrome de abstinência mordadelística!

  7. FUI !!!
    quarta-feira, 1 de junho de 2016 – 6:12 hs

    Vai faltar cadeia…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*