"Não renunciarei", diz Eduardo Cunha após afastamento | Fábio Campana

“Não renunciarei”, diz Eduardo Cunha
após afastamento

Painel, Folha de S.Paulo

Afastado do cargo por uma liminar concedida pelo ministro Teori Zavascki (STF), Eduardo Cunha diz que não irá renunciar à presidência da Câmara.

“Não renunciarei”, afirmou o peemedebista à coluna nesta quinta-feira (5), momentos antes do início do julgamento de seu caso no Supremo Tribunal Federal.

Se, de fato, não abrir mão do cargo, Cunha travará a deflagração de um processo sucessório para o comando da Câmara. Nesse caso, a instituição teria de ser presidida pelo atual vice-presidente da Casa, o deputado Waldir Maranhão, salvo se houver algum acordo ou a própria renúncia do vice permitindo uma nova eleição.


Um comentário

  1. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 6 de maio de 2016 – 10:30 hs

    Tá agarrado num cipó espinhado,esse tá morto.DELATA CUNHA VAIRSRSRSRS

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*