Sergio Souza diz que não declara voto sobre impeachment para não contaminar CPI dos Fundos de Pensão | Fábio Campana

Sergio Souza diz que
não declara voto sobre impeachment para não contaminar CPI dos Fundos de Pensão

O deputado federal Sérgio Souza (PMDB-PR), esclarece que: “ Como relator da CPI dos Fundos de Pensão, na qual entreguei o resultado na última terça-feira (12), preciso manter minha isenção de qualquer tema que venha prejudicar ou influenciar a aprovação do relatório final que deverá ocorrer nesta quinta-feira (14). Como advogado, tenho conhecimento jurídico suficiente para analisar os elementos probatórios do processo de impeachment e cumprir com a minha missão de julgador. Meu posicionamento será externado em momento adequado e sempre será a favor do Brasil”, afirmou Sérgio Souza.


5 comentários

  1. zangado
    quarta-feira, 13 de abril de 2016 – 18:54 hs

    Está razoável o posicionamento.
    Sua vez chegará por ocasião da votação de domingo.
    Não faltará ao Brasil que quer a decisão correta para sair desse atoleiro de corrupção e incompetência – esperamos.

  2. MANOEL BOCUDO
    quarta-feira, 13 de abril de 2016 – 20:07 hs

    MAS NO PLENÁRIO VAI FIRME CLARO HEIM DEPUTADO ???????

  3. Joao sem teto
    quinta-feira, 14 de abril de 2016 – 9:41 hs

    Razoável o posicionamento do nobre deputado. Quem conhece o Sérgio Souza já teve o exemplo e conhece a firmeza de seus atos!

  4. Freddy Kruger
    quinta-feira, 14 de abril de 2016 – 11:28 hs

    È típico de quem está em cima do muro, para ver de que lado é mais vantajoso estar, até o último momento !

  5. ferreira
    quinta-feira, 14 de abril de 2016 – 13:10 hs

    Parece que esta CPI como as demais já não deu em nada ou melhor deu sim uma grade pizza de mortadela e acarajé.
    Deu no O ANTAGONISTA:
    Sérgio Souza, relator da CPI dos fundos de pensão, retirou da lista de pedidos de indiciamento o nome de Carlos Caser, que presidiu a Funcef na maior parte do período de fraudes na previdência dos funcionários da Caixa.
    Como a medida não teve consenso, a inclusão de Caser será votada agora à tarde como destaque do relatório final. Para Efraim Filho, que preside o colegiado, a maioria votará pelo indiciamento do dirigente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*