O impeachment no Senado, passo a passo | Fábio Campana

O impeachment no Senado, passo a passo

1 – O Senado recebeu, hoje, a autorização da Câmara para abertura do processo por crime de responsabilidade. O documento será lido no plenário;

2 – Será criada uma comissão, de 21 senadores, observada a proporcionalidade, com presidente e relator. O relator fará um parecer pela admissibilidade ou não, que se aprovado na comissão irá ao plenário. O Senado poderá reverter a decisão da Câmara. Para aprovar o relatório, basta maioria simples.

3 – Se aprovado no plenário, será instaurado o processo e a presidente será notificada e afastada por até 180 dias Ela poderá se defender e a comissão continuará a funcionar;

4 – A seguir, a fase de produção de provas. Um novo parecer da comissão deverá analisar a procedência ou a improcedência da acusação. De novo, esse parecer tem que ser aprovado por maioria simples;

5 – Se aprovado, considera-se procedente a acusação e inicia a fase de julgamento, que é comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal. Para que a presidente perca o cargo, o impeachment tem que ser aprovado por dois terços dos senadores – 54 dos 81.


2 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 18 de abril de 2016 – 13:16 hs

    Eita Pais cartorario,engessa o Pais por mais um ano,quando poderia logo ir para o senado e acabar com isso.

  2. QUESTIONADOR
    terça-feira, 19 de abril de 2016 – 12:20 hs

    -O rallye do impeachment ainda terá muitas provas, acertos, conchavos e negociatas para viabilizar de fato a saída da traidora querida!!!
    -Se fosse em uma empresa privada, o funcionário relapso estaria no dia seguinte assinando sua demissão e baixa na carteira no RH da empresa e fim de rosca!!!
    -Enquanto isso no Governo, vemos muitos holofotes e pouca ação para um País mergulhado na crise econômica e moral!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*