Francischini requer prestação de contas sobre patrocínio do BNDES a eventos do Governo | Fábio Campana

Francischini requer prestação de contas sobre patrocínio do BNDES a eventos do Governo

fernando-francischini
O deputado Fernando Francischini (SD-PR) protocolou nesta quarta-feira (27) pedido de informações aos ministros Armando Monteiro Leite (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Nilma Lino Gomes (Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos) sobre o apoio ou patrocínio do BNDES no valor de R$ 250 mil, entre outros custos, às conferências conjuntas de direitos humanos, eventos que acontecem nesta semana em Brasília.

“Mais um evento para fazer palanque e arregimentar militância pago com dinheiro público. É inconcebível que em um momento de extrema crise econômica e desorganização das contas públicas, o governo federal insista na promoção de conferencias e eventos dessa natureza”, critica Francischini.


O deputado ainda alega que a missão do BNDES é fomentar o empreendedorismo e a criação de emprego. “O que se nota é a contratação sem licitação (inelegibilidade) de empresas para a execução de eventos sem nenhuma conotação com sua missão institucional”, diz.

Dinheiro público em eventos

Utilizar recursos de bancos públicos para patrocinar eventos político-ideológicos é uma prática comum do governo Dilma. Em setembro do ano passado, Francischini denunciou que a Marcha das Margaridas recebeu verba do BNDES no valor de R$ 400 mil por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) para o evento. À época, o deputado expôs que o ato não cumpriu regras contratuais que, segundo o BNDES e a Itaipu, eram a divulgação institucional e dos programas dos órgãos direcionados à agricultura familiar.

“Não foi identificado na Marcha das Margaridas o proposto no acordo firmado entre as instituições. Parece que esses financiamentos serviram para massagear o ego da Dilma e do PT, motivo mais que suficiente para requerer a suspensão dos pagamentos”, enfatizou.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*