Desaprovação a Dilma é de 81,5%, mostra Paraná Pesquisas | Fábio Campana

Desaprovação a Dilma
é de 81,5%, mostra
Paraná Pesquisas

dilma_reuters

A desaprovação da presidente Dilma Rousseff (PT) oscilou e está em 81,5%, aponta levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, divulgado com exclusividade por este blog. A aprovação de Dilma ficou em 16,2%. Nos levantamentos anteriores a desaprovação oscilou entre 86,3% (outubro de 2015) e 83,5% (março de 2016). O Paraná Pesquisas entrevistou 2.044 pessoas, em 162 municípios de 24 estados, entre os dias 3 e 6 de abril. A margem de erro é de 2%.


4 comentários

  1. TADEU ROCHA
    sexta-feira, 8 de abril de 2016 – 13:10 hs

    EU ACHO QUE ESTA CHEGANDO 99%, AGORA PARANÁ PESQUISA ESSA É UMA EMPRESA SÉRIA COM CERTEZA.,HOJE BLOGO DO ESMAEL DIZ ASSIM, QUEREM LINCHAR A SENADORA, ESMAEL OS BRASILEIROS NÃO SÃO BANDIDOS, NÓS SÓ QUEREMOS JUSTIÇA SÓ ISSO ESMAEL, COM ESSA GENTE QUE ROUBOU NOSSO QUERIDO BRASIL, EU ACHO QUE VOCE ESTA DO LADO CERTO, O QUE NO SEU BLOG NÃO DIZ ISSO.

  2. sergio
    sexta-feira, 8 de abril de 2016 – 14:47 hs

    Gostaria de saber se um índice tão alto de rejeição já não seria motivo para ela sair.

    Ou o povo só serve para colocar no cargo e não para tirar?

    Renuncia já.

  3. paulo
    sexta-feira, 8 de abril de 2016 – 20:16 hs

    como ficou a do governador

  4. juscelino
    sábado, 9 de abril de 2016 – 13:09 hs

    então? a rejeiçao a Dilma esta empatada com a rejeição ao Beto, diante disso, creio que as manifestações contra a Dilma, não tem nada a ver com a oposição (psdb), logo, afirmar que e a oposição que estaria por traz das manifestações, e no minimo menospresar a inteligencia dos eleitores como cidadãos.O discurso do PT e que a oposição inflama nas manifestações, porem as pesquisas dizem ao contrario. e fácil, só reciocionar, se a oposição estivesse induzindo o eleitorado, o BETO estaria com uma aprovação acima dos 70%. PT respeitem a opiniao dos eleitores, não os considere como um bando de idiota manipulado pelo PSBD.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*