Marcelo Odebrecht e executivos decidem fazer delação 'definitiva' | Fábio Campana

Marcelo Odebrecht e executivos decidem fazer delação ‘definitiva’

marceloodebrecht

O Globo

Os executivos da Odebrecht, incluindo o presidente licenciado da holding Marcelo Odebrecht, querem colaborar com as investigações da Lava-Jato. O empresário que estava resistente a um acordo cedeu após os investigadores revelarem que a empreiteira mantinha um setor específico para pagar propina. Fontes ligadas à força tarefa da Lava-Jato afirmaram, na noite desta terça-feira, no entanto, que ainda não há acordo.

As negociações já duram duas semanas e, neste período, Marcelo Odebrecht teve pelo menos três reuniões com delegados da Polícia Federal. Em todas, os investigadores afirmaram que a proposta era “inaceitável”, como relatou um investigador ao GLOBO.

O empresário, que está preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, recebeu uma autorização especial para falar todos os dias com seus advogados reservadamente por duas horas. A concessão só é dada a investigados da Lava-Jato que assumem a vontade de colaborar.

O empreiteiro baiano sempre negou a intenção de fazer um acordo. Marcelo está preso desde junho do ano passado. Em setembro, ele disse à CPI da Petrobras que “dedurar” não estava entre seus “valores morais”. “Na infância, eu talvez brigasse mais com quem dedurou do que quem fez o fato”, afirmou.

Em nota, a Odebrecht disse que “as avaliações e reflexões” levaram a Odebrecht a decidir por uma colaboração “definitiva” com as investigações da Operação Lava-Jato:

“A empresa, que identificou a necessidade de implantar melhorias em suas práticas, vem mantendo contato com as autoridades com o objetivo de colaborar com as investigações, além da iniciativa de leniência já adotada em dezembro junto à Controladoria Geral da União. Esperamos que os esclarecimentos da colaboração contribuam significativamente com a Justiça brasileira e com a construção de um Brasil melhor”.


3 comentários

  1. O Insuportável
    terça-feira, 22 de março de 2016 – 23:19 hs

    Será que ele vai manter a decisão de delatar depois do CHEFE DA ORCRIM TER RECEBIDO A PROTEÇÃO DO STF? Acho que ele vai DESISTIR DE DELATAR, pois já deve estar recebendo a promessa de que TUDO O QUE O DR. MORO FEZ SERÁ ANULADO NO STF!!!

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 23 de março de 2016 – 10:50 hs

    Se é para incendiar o Circo Brasil, que se incendeie tudo, das cavalariças, jaulas e camarins, até a lona e o picadeiro. Melhor tudo às claras, ainda que seja com a luz das chamas. É a oportunidade de começar tudo das cinzas de um país em frangalhos.

  3. JOHAN
    quarta-feira, 23 de março de 2016 – 11:05 hs

    Caro FÁBIO, caso verdadeira a proposta de COLABORAÇÃO PREMIADA” do grupo ODEBRECHT, ele de fato informando quem realmente é o “CAPO DI TUTI”, com dados concretos, irrefutáveis, fará um bem para a sua empresa, para o Brasil e para a sociedade brasileira, pois a população não pode mais conviver, compactuar com esse tipo de atividade, na presença de agentes políticos se beneficiando e denegrindo a moral da sociedade. Atenciosamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*