CNJ: conselheiros solidários a Moro | Fábio Campana

CNJ: conselheiros solidários a Moro

lewcnj-300x193

Severino Motta, Radar on-line

Em conversas reservadas, conselheiros do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) dizem que o órgão não vai prestar serviço ao governo prejudicando Sérgio Moro ou a Lava-Jato.

Eles ainda relatam que o presidente do Conselho e do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, está sob forte pressão do Planalto para tentar colocar freios no juiz federal.


6 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 28 de março de 2016 – 13:21 hs

    Que noticia mais sem vergonha,o plannalto está sim tentando reverter um monte de deputados que se bandearam com medo de manifestação,imaginem esses cagões quando uns mil casacos vermelhos rodearem eles.

  2. segunda-feira, 28 de março de 2016 – 13:49 hs

    Aqueles investidos de autoridades que forem contra a vontade
    popular, jamais conseguirão andar livremente nas ruas, serão condenados pelo povo

  3. Do Interior...
    segunda-feira, 28 de março de 2016 – 14:02 hs

    E depois dizem-se “defensores da democracia”…

  4. AMO
    segunda-feira, 28 de março de 2016 – 14:40 hs

    As pessoas de bem, trabalhadoras e honestas deste pais pedem ao STF, por favor nao mexam com o doutor Sergio Fernando Moro, porque caso contrario nos vamos pra rua, mas sem a tao divulgada calma, portanto, nao nos provoquem, nao mexam com o nosso salvador, deixem o doutor Sergio Fernando Moro trabalhar em paz, pelo amor de Deus.

  5. zé povinho
    segunda-feira, 28 de março de 2016 – 19:35 hs

    Fico pasmado como ainda o juiz Sérgio Moro não está comendo formiga pela raiz, porque se dependesse do 51 e da nossa governanta o cara já teria ido se encontrar com Jesus há muito tempo atrás.

  6. Dosel Junior
    terça-feira, 29 de março de 2016 – 10:56 hs

    É bom lembrar que nem o ST¨F poderá ficar acima da verdade e do interesse público. E quando tudo isso afetar nossa segurança, temos as Forças armadas para resolver o problema. Procurem saber o que disse neste mesmo blog um general do Exército do Alto Comando no final da última semana. A Dilma já conhece como as forças armadas tratam os detratores da lei.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*