Brasileiro vai aplicar nocaute na corrupção, diz Wanderlei a Traiano | Fábio Campana

Brasileiro vai aplicar nocaute na corrupção, diz Wanderlei a Traiano

traiano e wanderlei

As manifestações de ontem representaram um verdadeiro nocaute na corrupção que vem infelicitando o Brasil, disse o lutador Wanderlei Silva ao presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), durante visita a Assembleia na manhã desta segunda-feira (14). O lutador, que disse não pensar numa carreira política, pelo menos por enquanto, é filiado ao PSDB, e acredita que tem outras formas de ajudar o país.

Traiano disse ser um grande orgulho receber na Assembleia um grande campeão como Wanderlei, sempre preocupado em divulgar o esporte, em defender um estilo de vida saudável. O lutador destacou que era um prazer estar na Assembleia, onde sempre foi bem recebido e seus pleitos, em defesa do esporte, sempre foram acolhidos. Para Wanderlei é muito importante perceber que “o brasileiro está, finalmente discutindo política e lutando em defesa dos seus interesses”.

“O brasileiro está tomando o destino do país em suas mãos depois de perceber que, se não o fizer, se não se manifestar, ninguém o fará por ele”. Segundo Wanderlei, foi emocionante perceber a consciência cívica que tomou conta do país. Com manifestações pacíficas, mas firmes e contundentes contra uma situação que não pode continuar.

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano disse ter ficado emocionado com as manifestações de rua, em Curitiba e em todo o Brasil, contra a corrupção e desmando do PT. “Com civismo, ordeiros, a população mandou um recado direto para o PT e respondeu ao desafio que Lula com a maior desfaçatez lançou ao povo brasileiro. Não dá mais para continuar. Espero que a presidente Dilma, Lula e o PT tenham entendido o recado definitivo das ruas”, disse Traiano.

“Assisti as manifestações em casa com emoção e com humildade. Acredito que ontem foi um momento do povo, não dos políticos”, prosseguiu. A manifestação em todo o Brasil foi um duro recado para o PT e um alerta para todos os políticos. “A população está vigilante e não vai mais tolerar calada os desmandos. Quem não entender a mensagem das ruas estará condenado a sofrer graves consequências”, enfatizou o presidente da Assembleia. Curitiba, que registrou a terceira maior manifestação de rua do país deu, segundo Traiano, “Uma importante demonstração de maturidade política e indignação com o descalabro vivido pelo país”.


7 comentários

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 14 de março de 2016 – 14:02 hs

    Impressionante!!!!!!!!!!!!!!parece o portal do inferno,que duas coisas feias.

  2. Ketlin Pamella
    segunda-feira, 14 de março de 2016 – 14:14 hs

    Se for Nocaute por Nepotismo pode dar um neste senhor de terno azul, é campeão em NEPOTISMO na ALEP (8-Oito) !! kkk

  3. Nico do Salão
    segunda-feira, 14 de março de 2016 – 14:21 hs

    Wanderlei Silva vai lavar as mãos urgente.

    Não sei se você sabe mas esta figura que esta ai, contratou o filho dele como assessor, quando o meninão tinha 18 anos, e nem sabia dar nó no cadarço do sapato.

    ….com um salarinho de R$ 25.000,00 reais por mês.
    Pois é, dinheiro que faltou pra muita coisa no Paraná.

    O sangue que você tinha nas mãos quando lutava era de adversários que tinham igualdade de condições com você.

    Este cidadão tirou dos mais necessitados para dar ao filhinho abastado, que hoje deve ser alguma coisa.

  4. TROLL
    segunda-feira, 14 de março de 2016 – 15:00 hs

    Wanderlei, você perdeu a grande chance de dar uma porrada neste cara!
    Só faltaram uns 10 cm …

  5. jk
    segunda-feira, 14 de março de 2016 – 21:39 hs

    Que coisa mais ridicula, acha que o povo é otário de acreditar nessa balela,

  6. zangado
    terça-feira, 15 de março de 2016 – 9:48 hs

    Escuta aí deputado o que escreveu Miriam Leitão:

    “!O que houve em São Paulo deve acender a luz amarela no painel de todos os políticos porque o que as ruas estão dizendo é que, a exemplo de outros países do mundo, a população está cansada da forma tradicional de fazer política, que aqui inclui o troca-troca, o toma- lá- dá- cá, a distribuição de cargos como se fosse a instalação de sesmarias, benefícios a empresas que depois se tornam doadoras de campanha. Essa crise da representação precisa ser levada a sério pelos políticos porque os brasileiros não querem apenas a troca de um partido ou de uma pessoa, querem uma transformação estrutural.”

  7. Juca
    terça-feira, 15 de março de 2016 – 12:55 hs

    Por falar em duas coisas feias SS Calça Frouxa, esses dias estive num mercado aí em Londrina e vi tua fotografia nos pacotes de banha!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*