Sob intervenção no PMDB de Curitiba, Requião Filho não será candidato a prefeito em Curitiba | Fábio Campana

Sob intervenção no PMDB de Curitiba, Requião Filho não será candidato a prefeito em Curitiba

índice

Com a certidão do TRE nas mãos, os dissidentes do PMDB de Curitiba sustentam agora que o deputado Requião Filho não poderá ser candidato a prefeito de Curitiba caso o diretório de Curitiba sofra nova intervenção da presidência estadual do partido nas mãos do senador Roberto Requião. Os dissidentes, comandados pelo ex-governador Orlando Pessuti e pelo ex-deputado Stephanes Junior, que reassumiram a direção do partido na capital, alegam que resolução do TSE, baixada em dezembro, proíbe que os partidos lancem candidatos a prefeitos indicados por comissões provisórias, situação em que estava o diretório municipal antes da Justiça anular a intervenção. “Agora é o voto. E até agora, o deputado (Requião Filho) não registrou a chapa para disputa da convenção do dia 23. Então, não será candidato em qualquer hipótese: não tem voto para ganhar a convenção e TSE proibiu indicação por comissão provisória”, disse Doático Santps, secretário-geral do partido. A convenção do PMDB de Curitiba será no dia 23 no Hotel Caravelle.


3 comentários

  1. rodrigues
    terça-feira, 16 de fevereiro de 2016 – 21:21 hs

    Ainda bem, pois tera que entrar para alguma escola democratica de administracao para aprender o que é mercado?

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 – 10:54 hs

    Com as candidaturas apresentadas até agora, Curitiba, que já está naufragando, irá à pique, definitivamente.

  3. João sem teto
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 – 12:50 hs

    TEM QUE ACABAR COM A DITADURA DOS REQUIÃO!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*