Desastre final | Fábio Campana

Desastre final

Dia 26, Lula e o PT vão apresentar à nação um plano de emergência para a economia do país, que está sendo preparado por Márcio Pochmann. Nos círculos dos economistas, não dará certo porque a maioria conhece a cabeça de Pochmann: redução de juros por decreto, flexibilização da meta fiscal, elevação de impostos e aumento do gasto publico. Mailson da Nóbrega acha que “quebraria o país de vez”.


10 comentários

  1. quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 – 20:22 hs

    Os cofres do Brasil estao vazios,do INSS,Denit,postules,BNDS,caixa,BB,todos fundo de pensões,ELETROBRAS, BC! Petrobras,onde estava o dinheiro foi roubado pelos patriotas brasileiros do PT,sob mando de LULLA.

  2. Wendel Stutz
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 – 23:56 hs

    Me lembro bem que em 2001 assisti uma palestra do Sr. Marcio Pochmann na Universidade Estadual de Londrina. Na ocasião ele defendeu o aumento do gasto público em obras de infraestrutura como alternativa de geração de renda. Proposta interessante de se ouvir se não fosse no Brasil, pois aqui vai servir somente de fonte pra superfaturamento e desvio de verba pública…

  3. Diego
    quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016 – 23:59 hs

    Em economia não há espaço brincadeiras, toda ação causa uma reação. Não dá para brincar de desenvolvimentismo nos governos Lula e Dilma e achar que não irão ter consequências. O povo já está pagando e irá pagar muito caro pela irresponsabilidade do governo do PT.

    A dívida pública saltou este ano 21% e o juro sobre essa dívida é da ordem de 15% ao ano. A bola de neve já está formada! O país não conseguirá pagar essa dívida! Ou vocês acham que agências de risco rebaixaram o Brasil por que não gostam do nosso país?

    Não há segredos para o futuro, o país terá de emprestar dinheiro do FMI, ou emitir moeda e conviver com a disparada da inflação a lá anos 90, ou no pior dos casos, dar o calote.

    Preparem-se!!

  4. Andressa
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 3:39 hs

    Tem um documentário que se chama 15 anos do plano real (laboratório brasil), em que o FHC e várias pessoas envolvidas na política e economia na época falam como conseguiram acabar com a inflação.A Dilma tá fazendo tudo o contrário, e pra falar a verdade falam “da crise”, mas é crise de quem? Da industria automobilística, dos exportadores porque a China parou de comprar. Por que nossa economia tem que ser tão atrelada aos carros, a exportação de soja? O brasileiro tem potencial pra crescer em outras áreas e não depender de apenas “4 coisas”. Uma economia diversificada é melhor pra todo mundo, aí um setor entra em crise e os outros seguram a crise.

  5. MAURO
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 8:54 hs

    E eu que pensei que a Presidente fosse a DILMA!
    Será que o Barba filhote de Hugo Chaves sabe que saiu do poder???????????

  6. Cesar
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 9:47 hs

    A intenção do PT é muito clara:quebrar o país de vez e implantar o regime ditatorial comunista,aos moldes da Venezuela…

  7. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 10:08 hs

    O plano do lulopetismo é destruir o Brasil. Roubar, achacar, falir e explodir. Terra arrasada e salgada. É o resultado dos governos lulopetistas.

  8. VISIONÁRIO
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 11:08 hs

    Este Pochmann é autor de enormes desastres economicos que
    o PT confia cegamente. Já sabemos no que vai dar…

  9. Indignado
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 11:12 hs

    O Brasil deve combater todas as EPIDEMIAS, Dengue, Zica Virus,
    e outras. Mas a maior epidemia no momento para a Saúde do País
    a ser combatida, é a CORJA DO GOVERNO PETISTA, que está acabando com os Brasileiros de bem.

  10. HAIMATLAND
    quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 – 14:28 hs

    FORA PETEZADA, FORA DILMA, LULA NUNCA MAIS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*