Para reduzir pena, Vaccari trabalha na limpeza do CMP | Fábio Campana

Para reduzir pena, Vaccari trabalha na limpeza do CMP

vaccari - AN gazeta do povo

Gazeta do Povo

Condenado a mais de 15 anos por envolvimento na Lava Jato , o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto passou a trabalhar para tentar reduzir a pena. O ex-tesoureiro foi preso em abril do ano passado, na deflagração da 12ª fase da Operação e atualmente está preso no Complexo Médico Penal, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o advogado Flávio D’Urso, Vaccari está auxiliando na limpeza do CMP para “em caso de confirmação da sentença, conseguir uma redução da pena”. O projeto de redução de pena prevê que a cada três dias trabalhados, o detento reduz um dia da pena a qual foi condenado.

O ex-tesoureiro foi condenado pelo juiz federal Sergio Moro a 15 anos e quatro meses de prisão no processo que tratava de irregularidades na Diretoria de Serviços da Petrobras. O advogado ainda tenta reverter a decisão em instâncias superiores.

Vaccari também responde a outros dois processos. Um deles é referente a irregularidades cometidas através da Gráfica Atitude. O ex-tesoureiro também é réu no processo referente à Operação Pixuleco, 17ª fase da Lava Jato, junto com o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.


3 comentários

  1. Cesar
    sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 – 15:46 hs

    Já estava na hora de começar a trabalhar na vida…

  2. TARZAN
    sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 – 16:44 hs

    Na minha opinião tem que trabalhar sem benefício algum, é uma forma de pagar pelo alojamento, segurança, alimentação, papel higiênico que usa etc…… Bandido NÃO pode ter privilégio.

  3. SOLANGE LOPÉS
    sexta-feira, 22 de janeiro de 2016 – 20:32 hs

    Vacari, pede ajuda ao bunda tatuada. Garanto que ele vai com satisfação.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*