Sanepar retira das praias 300 toneladas de lixo | Fábio Campana

Sanepar retira das praias 300 toneladas de lixo

litoral_-_limpeza_praias_1

Serviço de saneabilidade das areias do litoral do Paraná afasta riscos à saúde dos banhistas

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) está fazendo a limpeza das praias do litoral do Estado durante mais uma temporada. Para garantir que os resíduos acumulados ao longo do dia não prejudiquem a saúde e o bem-estar dos banhistas, cerca de 155 pessoas fazem a coleta do lixo em 61 km de faixa de areia. Em menos de 15 dias, já foram retiradas 290 toneladas de resíduos das praias. Isso significa que a cada 1 km de areia 360 kg de lixo são coletados por dia.

Durante o dia, a limpeza das praias é feita por coleta manual e mecânica, com o uso de carrinhos de mão e veículos multiuso de carga. Os coletores se dividem em grupos, que percorrem as praias das 10h às 13h e das 14h às 18h. À noite, são operadas seis saneadoras de areia que peneiram a areia seca, retirando resíduos como cacos de vidro, pregos, objetos cortantes e tampinhas de garrafa.

A família da sul-mato-grossense Janaína Mota chegou cedo na praia na manhã desta quarta-feira (6) e pode conferir o resultado do trabalho: a praia estava limpinha. “É bom ver que a limpeza das praias está funcionando, assim ficamos mais tranquilos para deixar as crianças brincando na areia”. Janaina veio de Campo Grande, acompanhada do marido e das duas filhas, para curtir mais um verão na praia de Caiobá.

RESPONSABILIDADE – Para o vendedor ambulante Valmir Arruda, que há 22 anos mora em Matinhos, todo o cuidado com o lixo na praia é pouco. Segundo ele, que cresceu na cidade, tem o pai pescador e trabalha há anos durante a temporada, cuidar do meio ambiente em que vive e trabalha é prioridade. “Eu vendo cerca de 50 a 60 cocos por dia e faço questão de ajudar a recolher o resíduo gerado pelo meu trabalho. Vejo que muitos banhistas também se preocupam e recolhem o próprio lixo, mas tem outra parcela que não age assim”.

Segundo o gerente da área de resíduos sólidos da Sanepar, Péricles Weber, o trabalho de limpeza das praias está ocorrendo normalmente, mas é importante, sim, que os veranistas também façam a sua parte. “Além de todo lixo que é retirado das praias, o cuidado com a limpeza também ajuda a eliminar das areias bactérias, fungos e parasitas. Isso contribui para a redução entre os veranistas dos casos de diarreias, doenças de pele e viroses”.

Todo o material coletado é disposto em pontos estratégicos para posterior coleta pela administração municipal. A limpeza das praias começou no último dia 23 e será feita até o dia 14 de fevereiro de 2016, fim de semana seguinte ao feriado de Carnaval.

DUCHAS – A Sanepar também instalou 60 duchas para banho em pontos de maior movimento de veranistas nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná. A chuveirada é gratuita e faz parte do projeto Chuá, que busca reduzir o consumo de água tratada e dar conforto aos banhistas. Os chuveiros foram instalados em dez pontos e funcionam diariamente das 9h às 19h.

A água utilizada na ducha é tratada com cloro e filtrada com carvão ativado, fazendo com que ela tenha 95% menos sal, 99% menos bactérias e coliformes e um pH 10% menor do que a água do mar. A Sanepar alerta que, embora seja uma ótima forma de eliminar a areia e o sal, a água das duchas não é própria para beber.


5 comentários

  1. Freddy Kruger
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 12:48 hs

    Quando é que a Sanepar vai resolver o terrível problema do esgoto que escorre do sistema de tratamento e vai para os boeiros da prefeitura e termina na praia. Isso sim contribui para o aumento de bactérias, fungos e parasitas entre os veranistas, causando diarreias, doenças de pele e viroses. É só verificar na praia de Shangrila, em Pontal do Paraná, na avenida da praia, rua Iemanjá, Siri guaçu e periferia. Já houveram mais de três mil reclamações desde o ano de 2014 até agora e, a RPC já filmou e noticiou na TV, mas até o momento nenhuma solução por parte das autoridades. Será que teremos que mover uma ação pública contra a Sanepar e seus dirigentes incompetentes !!!

  2. LENZA TOLEDO
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 13:56 hs

    Alguma coisa deverá ser feita urgentemente para evitar que porcos frequentem as nossas praias; lugar de porco é no chiqueiro e ponto.

  3. NA CORDA BAMBA
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 15:21 hs

    Para todos nós brasileiros que reclamamos da qualidade dos po-
    líticos este é o retrato real de quem elege esta tigrada. O maior
    exemplo foram dos japoneses que vieram para a Copa do Mundo e
    não deixaram nem um palito de fósforo nas arquibancadas. Como
    aqui no Brasil é o inverso estas toneladas de lixo deveriam ser de-
    positados nas casas dos infelizes banhistas !!!

  4. PIMENTA PURA
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 15:25 hs

    Este é o retrato fiel do Brasil. É um país que não tem jeito, porque
    nasceu torto. Se ninguem lá de Brasília pensa no povão o exemplo
    negativo segue o caminho certo porque o povão vai ser cidadão
    de verdade !?

  5. Na Ativa
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 20:07 hs

    Essas praias são muito malvadas e mal educadas.
    Imaginem! O veranista vai lá suja e elas nem pra se limparem sozinhas. Realmente é o fim do mundo. Elas deveriam ficar preocupadas com o lixo que os maravilhosos veranistas (espero que a minoria) deixam lá, mas não! Tem que tirar dinheiro público para fazer a limpeza.. realmente estas praias são brasileiras….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*