Pimentel vai atrasar novamente os salários dos servidores mineiros | Fábio Campana

Pimentel vai atrasar novamente os salários dos servidores mineiros

fernando-pimentel

Sob gritos de protesto de servidores, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), anunciou nesta quarta-feira (6) que até a próxima semana divulgará um cronograma de pagamento dos salários do funcionalismo público no Estado, mas sinalizou que deve haver novos atrasos na liberação dos rendimentos feitas até abril. As informações são de José Marques na Folha de S. Paulo.

Neste mês, o governo já admitiu atraso do depósito dos salários referentes a dezembro e informou que ainda não sabe como será quitada a folha do primeiro trimestre –em vez de pagar até a próxima sexta (8), será no dia 13. Minas é a terceira maior economia do país e prevê um deficit de quase R$ 10 bilhões para 2016.

“Eu acho muito difícil que a gente consiga [pagar os salários até o quinto dia útil do mês], com a realidade que nós temos, com um deficit de R$ 10 bilhões para ser equacionado ao longo do ano”, afirmou o governador referindo-se aos rendimentos de fevereiro e março. O anúncio foi feito no Palácio da Liberdade, antiga sede do governo, na região central de Belo Horizonte. Do lado de fora, sindicalistas faziam um buzinaço e criticavam a gestão em alto-falantes.

O evento marcado para esta quarta não era para discutir a situação do funcionalismo –referia-se ao lançamento de um aplicativo para smartphones e tablets que une os serviços estaduais de saneamento, energia e trânsito.

“Nós estamos fazendo todos os esforços e, ao longo das próximas semanas, vamos chamar as associações e sindicatos dos servidores para mostrar para eles um cronograma de pagamento de salários que dê segurança ao servidor”, afirmou Pimentel.

O cronograma, segundo o governador, deve apresentar atrasos em relação à forma que os salários vêm sendo pagos nos últimos anos, até o quinto dia útil do mês.

Ainda assim, devem ser inicialmente apresentadas aos servidores apenas as datas de pagamentos dos salários de janeiro a março, de acordo com o secretário Helvécio Magalhães (Planejamento).

Embora tenha recebido críticas dos movimentos sindicais por “falta de diálogo” sobre a crise no Estado, ele diz que não pretende discutir o cronograma com as entidades. “Tem um dado de realidade chamado caixa, tesouro. Isso não é passível de debate”, afirmou o secretário. Magalhães reiterou que, até agora, a expectativa é que esses pagamentos sejam feitos integralmente, sem parcelamentos.

O governo diz que, apesar do problema financeiro, os fornecedores do Estado não sofrerão atrasos de pagamentos.

O atraso no pagamento de salários em Minas ocorre mesmo após as medidas para aumentar a arrecadação tomadas no ano passado.

O governo Pimentel conseguiu a transferência da maior parte dos depósitos judiciais do Estado -de aproximadamente R$ 5 bilhões- para os cofres do governo. Também obteve na Assembleia o aumento de alíquotas de ICMS, que passam a valer este ano.

Além de Minas, outros Estados também têm tido dificuldade para pagar os servidores. No ano passado, o Rio Grande do Sul atrasou o pagamento e chegou a parcelar os rendimentos, o que gerou greves e protestos. Como lá, Sergipe também não conseguiu quitar o 13º salário em 2015.


9 comentários

  1. quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 18:41 hs

    Os mineiros foram enrolados e enganados pelo PTista e eu acho é pouco, quem mandou acreditar nas propagandas enganosas do PT

  2. henry
    quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 19:01 hs

    ESTÃO TENDO O QUE MERECEM POR TEREM ELEGIDO UM (des)GOVERNADOR DOS corruPTo DO pt E DADO A VITÓRIA DA quadrilheira DILManta, PARA PRESIDENTE. QUE SE FOD….

  3. quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 – 20:00 hs

    Quando a comida e pouca,meu pirão primeiro!!!

  4. iri
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 – 8:15 hs

    enquanto isso, no Paraná dá-se aumento em janeiro de 10;8 % para o funcionalismo e com os salários em dia.

  5. Do Interior....
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 – 8:38 hs

    Cade o APP-PT-MST- Sindicato? Os professores não irão falar nada? emudeceram? Não irão criticar o governo do estado de lá? Usam dois pesos e duas medidas?

    Fora PT
    Fora APP

  6. JOHAN
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 – 10:01 hs

    Caro FÁBIO, os eleitores mineiros estão recebendo o que pediram, não há almoço de graça, sempre tem quem pague. O mesmo ocorre com o brasileiros, pois acreditaram nas promessas de país democrático, acreditaram na proposta do PRÉ-SAL, a medida era apenas para elevar os valores para facilitar os roubos da quadrilha da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA comandada pelo PIXULECO LULLA. O resultado está aí, e os eleitores pagarão a conta, por meio do aumento nos índices de desemprego, elevação das taxas de inflação, elevação das taxas de juros para investimentos. A realidade crua é dura, portanto acreditar nos iludidos professores, funcionários públicos e na mentiroooósa guerrilheira presidente DILMA A PERDULÁRIA é aceitar a ilusão. Observe e procure verificar quando ela disse a verdade. Atenciosamente.

  7. MANOEL BOCUDO
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 – 12:24 hs

    NÃO ERAM ESSES QUE OS PETISTAS MINEIROS FALAVAM
    QUE SALVARIAM O BRASIL, MORRO ABAIXO E TRABALHADORES
    SEM A PORVA. ESSE É O PT QUE GOSTA DE FALAR E SÓ .

  8. gadamer
    sexta-feira, 8 de janeiro de 2016 – 13:48 hs

    reflete muito bem que Aecinho e seu sucessor Anastasia fizeram com governo mineiro, quebraram o Estado de Minas.

  9. Mineira
    terça-feira, 2 de fevereiro de 2016 – 14:21 hs

    O nosso “ilustríssimo” governador de Minas Gerais nada mais é que o reflexo de nossa sociedade, assim como sua amiga Dilma.
    Gostaria que os que votaram nessa corja de mentirosos e corruptos se manifestassem agora e cobrassem, de verdade, o que eles prometeram durante a campanha.
    KDE vocês PETISTAS??? Exerçam o direito que têm e a credibilidade que deram a esses imbecís ladrões agora!!! O Pimental parcela salário de servidor enquanto seus secretários ganham R$ 90.000/mês. Que rombo é esse??? A dificuldade é só para alguns?
    ACORDA BRASIL!!!! VAMOS VOLTAR AS RUAS E EXIGIR NOSSOS DIREITOS.
    Esses vagabundos no poder não podem só aumentar a carga tributária e deixar de cumprir suas obrigações…pagar salários(mínimo exigido) além de propiciar ao povo uma vida digna.
    Cadê os empregos, a saúde, a educação? Pergunte ao Pimental porque ele não parcela o subsídio que ele recebe ou o reduz?
    Resposta: Porque ele está lá para governar para ELE e sua família e amigos. A população que se ferre!!
    PARABÉNS AOS QUE VOTARAM NELE!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*