Paraná é o único Estado a investir em obras em 2016, destaca 'O Globo' | Fábio Campana

Paraná é o único Estado
a investir em obras em 2016, destaca ‘O Globo’

richa - obras

O Globo desta segunda-feira, 25, destaca que o Paraná é o único estado da federação a projetar investimentos em obras em 2016 ao contrário dos demais estados, que preveem corte de R$ 8,5 bilhões nos investimentos. “Na contramão dos demais estados, o Paraná projeta para 2016 um aumento de 21,73% na verba para novos projetos. A lei orçamentária mostra que a quantia destinada aos investimentos passou de R$ 2,86 bilhões para R$ 3,48 bilhões”, diz o jornal.

Para permitir a retomada dos investimentos, o estado elevou impostos. O secretário da Fazenda do Paraná, Mauro Ricardo Costa, afirma que o estado praticava “subtributação”, com alíquotas de ICMS de 12% e de IPVA de 2,5%, que foram revisadas para 18% e 3,5%, respectivamente. A verba permitirá a duplicação de estradas e a remodelação de avenidas.

A Bahia também projeta investimentos maiores, mas a alta é de apenas 2,13% (inferior à inflação). A verba para os novos projetos, que era de R$ 4,22 bilhões, passou para R$ 4,31 bilhões.

Segundo maior orçamento do país, Minas estima encolher a verba para novos projetos de R$ 4,34 bilhões para R$ 3,85 bilhões. O estado não comentou a queda.

Em crise financeira, o Rio Grande do Sul prevê uma redução de 30,32% nos investimentos este ano, de R$ 2,26 bilhões para R$ 1,58 bilhões. No ano passado, os gastos já haviam sido baixos. O estado só conseguiu investir R$ 658 milhões (dado preliminar), menos de um terço do previsto. O governo também não comentou os números.

Santa Catarina é outro estado que prevê uma diminuição expressiva dos investimentos: 22,18%. A verba para novas obras passou de R$ 4,26 bilhões para R$ 3,32 bilhões. A Secretaria da Fazenda passou informações sobre a execução orçamentária de 2015, mas não respondeu à pergunta sobre os motivos para a redução dos investimentos. O Ceará não comentou a queda de 2,42% na verba para novas obras em 2016. E a secretária da Fazenda de Goiás, Ana Carla Abrão, não foi localizada pelo GLOBO para explicar a previsão de redução de investimento de 3,64% em 2016.


9 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 15:04 hs

    Fazer a despesa é fácil. Quero ver pagar as obras.

  2. Rafael
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 15:49 hs

    Quem Viaja pelo Brasil sabe que o Paraná está conseguindo enfrentar melhor a crise que outros Estados, a situação está deprimente Brasil a fora.

  3. Luiz Flavio
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 16:36 hs

    Seria uma notícia muito boa.
    Se tomarmos por base o resultado da operação QUADRO NEGRO, onde o dinheiro foi desviados pelos chegados do Governador, e somente 10% das obras de infra estrutura foram concluídas, imagina como será o andamento de todas essas obras anunciadas.
    Para um homem público que aceitou receber um singelo presente, relóginho no valor de R$ 400.000,00, e a maioria dos colegas estão presos ou respondendo a processos, fica difícil de acreditar.

  4. zé povinho
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 17:46 hs

    e a Comunicação Social do Estado já visou o pessoal daquela GAzetinha disto? Ah que bom, antes tarde do que nunca. Espero que agora os irmãos tenham aprendido a só gastarem o que dispõem no caixa, porque duvido que o Mãos de Tesoura consiga prodigalizar um novo milagre no quesito responsabilidade nos gastos públicos.

  5. Rafael
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 17:58 hs

    Embora a petezada e alguns discípulos do mamona insistam em querer incriminar o governador, nosso Estado segue em frente diante da crise causada por um governo populista cercado de gente nada confiável.

  6. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 25 de janeiro de 2016 – 20:04 hs

    Que sacanagem esse governo não consegue restaurar um teatro nem completar 5 km de rodovia já que parte foi feita pela s pedageiras na 445.Governo pifio sem competencia nenhuma.

  7. chaves
    terça-feira, 26 de janeiro de 2016 – 4:02 hs

    A cada R$19,00 arrecadado R$18,00 foram de impostos.

    Richa já demitiu os 3 mil comissionados??????

  8. ciro
    terça-feira, 26 de janeiro de 2016 – 11:11 hs

    Só marketing para tentar recuperar imagem, que já foi para o espaço. E os amigos no quadro “negro”.

  9. zangado
    terça-feira, 26 de janeiro de 2016 – 12:37 hs

    Quando o desgovernador poe o capacete e tira foto sai da frente porque é tudo para o futuro que nunca chega …

    Gente: 60 meses de incompetência, sem falar nas corrupções da fazenda e educação e nos confiscos, tungas e ajustes …

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*