OMS diz que nível de alerta do vírus zika é extremamente alto | Fábio Campana

OMS diz que nível de alerta do vírus zika é extremamente alto

aedes-aegypti

O Globo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que o nível de preocupação com o vírus zika é extremamente alto e alertou que a epidemia deve se espalhar pelo continente americano, com exceção de Chile e Canadá. Durante reunião do comitê executivo da OMS, realizado na manha desta quinta-feira, a diretora-geral da organização, Margaret Chan, defendeu a troca de informações sobre o surto da doença, que já atinge 23 países. Ela também disse que há muitas incertezas sobre a doença.

“Queremos superar a lacuna científica sobre o vírus zika. Compartilhar informação será crucial” — afirmou Chan.

Um reunião de emergência foi convocada para a próxima segunda-feira em Genebra, na Suíça, para discutir a propagação do vírus. O alerta do OMS foi publicado nos principais jornais do mundo nesta quinta-feira.

Margaret Chan lembrou ainda que eventos climáticos alimentados pelo El Niño, que levam chuva e calor a áreas mais extensas, devem contribuir ainda mais para a o avanço da doença. Ela ressaltou que os maiores especialistas do mundo estão trabalhando juntos para confirmar a possível ligação do vírus com os casos de microcefalia.

“O nível de alarme é extremamente elevado. Chegada do vírus em alguns casos, tem sido associada com um aumento acentuado no nascimento de bebês com anomalias craniana”, afirmou a diretora-geral da OMS.

A propagação da zika fez com que governos de todo o mundo aconselhassem mulheres grávidas a procurarem regiões que ainda não tenham sido infestadas pelo vírus.

NO BRASIL, ORGANIZAÇÃO ESTIMA 1,5 MILHÃO DE CASOS DE ZIKA

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o vírus zika pode infectar de 3 milhões a 4 milhões de pessoas nas Américas, incluindo 1,5 milhão no Brasil. No encontro em Genebra, o Diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, apresentou por telefone dados sobre os casos de microcefalia no país e ressaltou que o ministério trabalha apoiando institutos de pesquisa para desenvolver uma vacina.

O diretor de doenças transmissíveis da Organização Pan-Americana de Saúde e representante da OMS nas Américas, Marco Espinal, disse que um estudo que ainda será publicado sugere uma correlação entre o zika e a microcefalia em recém-nascidos no Brasil.

“Não sabemos ainda se o vírus cruza a placenta e gera ou causa microcefalia. Achamos que tem algum papel. Não há dúvida sobre isso”, disse Espinal.


3 comentários

  1. quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 – 20:29 hs

    É uma vergonha para o País que havia erradicado a dengue e agora ela reaparece com desdobramentos maléficos como o ZYKA VIRUS e a XHIKUNGUNIA. O Governo federal nunca foi tão omisso. Mas isso é a tônica desses governos petistas.

  2. FUI !!!
    sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 – 5:54 hs

    A Africa liquidou o Ebola e o aedes está ganhando a batalha por
    aqui e espalhando mundo afora. Para se ter uma ideia, os brasilei-
    ros preferem passar o carnaval esquecendo esta epidemia enquan-
    to todo o esforço deveria estar concentrado no combate ao perni-
    nilongo. A morte para estes caras é imaginar que nunca vai chegar.
    Talvez sejam felizes por isto mesmo…

  3. JOHAN
    sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 – 11:06 hs

    Caro FÁBIO, toda essa movimentação da OMS afirmando a problemática do ZICA VIRUS no Brasil não é novidade para os membros da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, que de maneira articulada entre os dirigentes do partido, do Instituto LULLA, os agentes políticos, os colaboradores do partido impostos ao MS, desviaram mais de 60,0% do orçamento nos 13 anos, do ministério MS para aplicação em outras atividades do partido e na cooptação de partidos como o PMDB, PP, PDT, REDE, PCdoB, e outros de menor importância. São essas pessoas responsáveis diretos pela nova geração de brasileiros MICROCÉFALOS patrocinados pela ORGANIZAÇÃO. A sociedade brasileira deve assumir em suas mãos todas as ações possíveis para eliminar esse grande MAL, pois caso contrário daqui há 40 anos o país terá novamente um nordestino MICROCÉFALO dirigindo o país. Atenciosamente. .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*