No câmbio turismo, dólar fecha a R$ 4,32 | Fábio Campana

No câmbio turismo, dólar fecha a R$ 4,32

Após o dólar comercial iniciar o ano em forte alta nesta segunda-feira, primeiro dia útil de 2016, em que a moeda americana era negociada acima dos R$ 4, no câmbio turismo, a divisa era vendida em papel moeda por até R$ 4,32, já incluindo o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 0,38%. No cartão pré-pago, sobre o qual incide uma alíquota de 6,38% de IOF, o preço final chegava a R$ 4,54.

No fechamento, a moeda americana saiu a R$ 4,32 no Bradesco, que cobrava R$ 4,54 pelo crédito no cartão pré-pago. Já o euro foi vendido a R$ 4,71 em espécie e a R$ 4,93 no plástico. Todos os valores já incluem o IOF.

Na Western Union, a cotação do dólar fechou em R$ 4,20 (papel moeda) e em R$ 4,47 (cartão pré-pago), já com IOF. O euro custava R$ 4,59 em dinheiro vivo e R$ 4,86 no pré-pago.

Na TOV, os clientes pagaram R$ 4,17 e R$ 4,41 pelo papel moeda do dólar e pela recarga no pré-pago, respectivamente, já com imposto. Pelo euro, a agência cobrava R$ 4,56 (espécie) e R$ 4,82 (cartão).

Já na DG Câmbio, o dólar em papel foi negociado a R$ 4,18. No cartão, a divisa americana saía a R$ 4,45. O euro custava R$ 4,57 e R$ 4,86, em espécie e no pré-pago, respectivamente e com imposto.

Já nas agências do Banco do Brasil, o dólar era vendido a R$ 4,15 em espécie e a R$ 4,38 no plástico. Por um euro em nota, era preciso desembolsar R$ 4,49 e no pré-pago R$ 4,74.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*