Ministro da Saúde diz que vacina contra dengue seria muito cara | Fábio Campana

Ministro da Saúde diz que vacina contra dengue seria muito cara

castro

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, apontou problemas na vacina contra a dengue desenvolvida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, que poderão inviabilizar sua adoção na rede pública. O ministro disse que a vacina é cara e precisa de três doses para ser aplicada, demandando mais esforços para chamar as pessoas a serem vacinadas novamente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou o registro da vacina em 28 de dezembro do ano passado. O ministro espera que outra vacina, desenvolvida pelo Instituto Butantan e atualmente na última fase de testes, seja melhor.

Marcelo Castro, no entando, não descartou totalmente a do laboratório francês.

– A vacina da Sanofi são três doses. A gente encontra a dificuldade para dar uma vacina, chamar a pessoa para vacinar de novo depois de seis meses. Uma dose dessa poderia ficar em torno de 20 euros. Então seriam 60 euros. Bota o euro a cinco reais, fica a R$ 300 reais. Imagine 1 milhão de pessoas: deu R$ 300 milhões. Para 10 milhões de pessoas: R$ 3 bilhões. E 10 milhões de pessoas não é nada. Temos 200 milhões de pessoas para vacinar.

Já a vacina contra a febre zika, doença transmitida também pelo mosquito Aedes aegypti e ligada à epidemia de microcefalia que atinge principalmente o Nordeste, ainda deverá levar tempo para ser desenvolvida. Segundo Marcelo Castro, já há laboratórios públicos trabalhando nisso.

– Enquanto não vem a vacina, é não deixar o mosquito nascer. Se nasce, é um perigo ambulante – disse o ministro, acrescentando: – Agora é guerra declarada ao mosquito, inimigo número um do Brasil. Temos que vencer essa batalha – disse.

Ele citou exemplos de cidades que adotaram estratégias eficientes contra o mosquito: Natal (RN), São Carlos (SP) e Água Branca (PI). Em São Carlos, foram criadas brigadas mirins. Em Natal, foram usadas ovitrampas, armadilhas com larvicida. Em Água Branca, usaram uma espécie de selo para identificar casas sem e com criadouros do mosquito.

-Lá no Piauí tem uma cidadezinha que fez uma prática bem simples e funcionou uma maravilha. A sociedade se envolveu. Os agentes de saúde foram de casa em casa. Onde não tinha criadouro do mosquito, eles botavam um selo verde. Onde tinha, botavam um selo vermelho. Em outros um selo amarelo. Aquilo ali ficava exposto. Todo mundo passa e vê a casa. E todo mundo quer ter um selo verde. Aquilo foi uma mobilização muito grande da sociedade. E todo mundo fazia o dever de casa para quando voltasse o agente de saúde – disse o ministro.


13 comentários

  1. zé povinho
    segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 – 20:14 hs

    então deixa morrer que é mais barato. O povo brasileiro só tem o que merece.

  2. Beto Ovelar
    segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 – 21:38 hs

    Sera que ninguém enxerga que, eles estão criando demanda de necessidades na área da saúde, para aprovar o CPMF de maneira “calamidade pública “, e dessa maneria fugir pela tangente as regras legais. Sera? so imaginação, sera? que vamos conseguir vencer….

  3. segunda-feira, 11 de janeiro de 2016 – 22:24 hs

    Esse Ministro diz que o inimigo número UM (1) do povo é a DENGUE, esqueceu de dizer, tal qual o povo considera, que o INIMIGO NÚMERO UM (1) é a PRESIDENTE DILMA E SEUS MINISTROS.

  4. O Insuportável
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 7:15 hs

    Concordo! A prioridade do PT é a compra de apoios, dos políticos, da imprensa, dos mega-empresários…!!!

  5. Dionleno
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 7:57 hs

    Barato é aguentar o roubo que esses ptistas fizeram, barato é hotel de 35 estrelas na Europa pra ladra chefe.

  6. JOHAN
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 9:49 hs

    Caro FÁBIO, essa problemática da presença do mosquito AEDES- zika não é novidade. Há mais de 12 anos que o Ministério da Saúde do DESGOVERNO da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA da guerrilheira Presidente DILMA A PERDULÁRIA não aplica os recursos do ministério destinado a controle de endemias de mosquitos no Brasil, com intensidade maior acima do Rio de Janeiro. Esses recursos foram desviados para aplicação no partido e para compra, aquisição, cooptação de senadores e deputados federais de partidos como o PMDB, PP, PCdoB, PDT, REDE, PSOL e demais de pouca importância. Esses recursos não foram aplicados e o mosquito foi avançando. Agora passado esse tempo, com o aparecimento do LEGADO DA GERAÇÃO DE MICROCÉFALOS da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA, acendeu a luz vermelha, porém agora é tarde, pois as mulheres nordestinas já estão todas inoculadas com o cromossoma do vírus em seu DNA, e a partir de agora, essas mulheres sempre gerarão um filho MICROCÉFALO. Lembrem-se esse é mais um dos LEGADOS DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA. Cada voto fornecido a um membro da organização é fortalecimento dessa desgraça para a sociedade. Devemos lembrar do vírus da POLIOMIELITE, que só foi controlada com a participação da sociedade verde-amarela que assumiu a responsabilidade pelo controle, isso há 20 anos atrás. Lamentável a sociedade ainda acreditar nas mentiras divulgadas por esses políticos da organização . Atenciosamente.

  7. COMANDO
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 10:06 hs

    Dinheiro para vacina não tem, mas para outras coisas tem…

  8. Olho vivo
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 10:17 hs

    É SÓ O BÊBADO F%@%@&#TA DEVOLVER TUDO O QUE ROUBOU QUE SOBRA DINHEIRO.

  9. FUI !!!
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 11:19 hs

    Conversa mole não resolve. Este Ministro e toda a turminha do
    PT que parem de roubar e invista em saúde em primeiro lugar.
    Sem saúde não existe educação que resista. Da dinheirama arreca-
    dada dos impostos para encherem o bolso dos ladrões os caras
    não falam nada…

  10. zangado
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 12:25 hs

    E vacina estragada ?

  11. Zé Ninguém
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 12:36 hs

    Vivemos varias crises , financeira , administrativa e claro uma profunda crise moral , e como diz o ditado de gota em gota se enche o copo , não há vacina por falta de planejamento e por falta de grana, a administração do PT priorizou outras áreas , ponto , e agora esta com problemas sérios que não serão resolvidos pelo menos a curto prazo, esse pessoal lida com números , e gente morta ou crianças com problemas são apenas números para se jogar , com esse pessoal, comuna , cortina de fumaça , desvio de atenção , e assim que eles fazem , fria e calculada . já morreu e ira morrer mais gente , simples , nos povo somos apenas estatística para quem esta no governo hoje ! Não se iludam com lagrimas de crocodilo da presidente ao ver um nenê morto, ou uma velha agonizando na fila de um hospital no Rio !Esse e o preço que pagamos por não sabermos votar, e pior não sabemos reivindicar nossos direitos , pois esse dinheiro que esta nos cofres públicos e nosso , e eles não nos dão satisfação do que fazem e os critérios como os utilizam .

  12. giba 1
    terça-feira, 12 de janeiro de 2016 – 13:45 hs

    Só não é caro corromper, comprar apoios políticos, mandar dinheiro para Cuba, Bolívia, Venezuela ,África e a paraísos fiscais.

  13. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 13 de janeiro de 2016 – 12:19 hs

    -Com o dinheiro roubado da Petrobrás poderia comprar até o laboratório que produz a vacina e aplicá-la de graça na população!!!
    -Mas a corrupção é tanta e em larga escala neste País, que não sobra dinheiro para nada…nada para a saúde, para a segurança e muito menos para a educação…
    -Os corruptores e corrumpidos são tantos e com tanta sede de dinheiro não é e nunca será o suficiente para satisfazer a ganância!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*