Empreiteiro da OAS dava mimos e presentes para Gleisi Hoffmann | Fábio Campana

Empreiteiro da OAS dava mimos e presentes para Gleisi Hoffmann

leo pinheiro - gleisi

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, gostava de presentear os petistas no poder e uma das preferidas dos mimos de Pinheiro era a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que ocupou a chefia da Casa Civil entre 2011 e 2014. A reportagem é do jornal O Globo desta segunda-feira, 18.

Em 5 de setembro de 2012, Marcos Ramalho, secretário de Léo Pinheiro, lhe mandou uma mensagem, lembrando que no dia seguinte seria aniversário de Gleisi. “Dr. Zardi sugeriu que envie um Lenço da Hermés. tudo bem para o sr?”, pergunta Ramalho, fazendo referência ao então diretor de Relações Institucionais da OAS, Roberto Zardi Ferreira.

No ano seguinte, não é possível saber qual foi o presente dado. Mas fica claro que a data não passou em branco. Em 18 de setembro de 2013, Ramalho escreveu: “Dr. Leo, a ministra Gleisi Hoffman enviou para o Senhor e D. Mariangela (mulher de Pinheiro) um cartão de agradecimento pelo (sic) lembrança do aniversario (sic) dela. Vou scanear (sic) e enviar para o Senhor”.

Em 2014, em 6 de setembro, novo presente para Gleisi. Mensagem de um número de celular sem identificação diz: “Sen. Gleisi Hoffmann foi entregue no final da tarde de ontem pelo Barreto em sua res. em Brasília”.

A legislação não proíbe que políticos recebam presentes, mas o código de conduta dos servidores públicos veda que integrantes do Executivo recebam mimos superiores a R$ 100.


7 comentários

  1. Helena
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 12:44 hs

    Ela retribuiu como?

  2. O Insuportável
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 13:57 hs

    É claro que o ÍNCLITO empresário, quando MIMAVA a ministra, o fazia por pura admiração, sem nenhumas segundas intenções, tipo assim em agradecimento a algum contratinho básico, acima da tabela, com alguma empresa pública!!!!

  3. justo
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 14:26 hs

    Longe de entrar deve ou não deve, isso compete a justiça e não aos achismos de todos, agora, a briga pelo poder perde todos os valores, em situação normal qualquer empresa ou empresário, busca um bom relacionamento com aqueles que estão ligados por negócios, dessa forma irão os mimos no brasil acabar, novamente, esse comentário despido de culpa ou não, negócios escusos ou não, a questão que queremos deixar, que as coisas não podem ser imaginárias, dedutivas, indicadas, mesmo que cause deduções, complicado a generalização.

  4. Ketlin Pamella
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 15:05 hs

    huuunmnmn, fofos !

  5. MANOEL BOCUDO
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 15:48 hs

    ESTA É NOSSA SENADORA QUE VERGONHA, RECEBER
    PRESENTINHOS COISA DE RALÉ.

  6. Fala sério pô
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 18:06 hs

    PT nunca mais.

  7. TROLL
    segunda-feira, 18 de janeiro de 2016 – 20:58 hs

    Karai Justo! Mais enrolado que corda de fumo…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*