Passarinho que come pedra | Fábio Campana

Passarinho que
come pedra

IEpag30a35_FimDoPT√.indd

Por Fábio Campana

Passarinho que come pedra não pode reclamar dos efeitos colaterais, diz o dito popular muito citado pelos políticos nativos em formulação mais chula. O PT no poder confiou na impunidade e chafurdou na corrupção com uma soberba típica de alpinistas sociais bem sucedidos. Foram 12 anos de glórias, retaliações e sublimação de ressentimentos que explicam nosso atraso e a patologia social que marca o comportamento petista.

Queixo empinado, prontos para processar jornalistas, Lula, Dilma, o PT, seus epígonos e seus sócios, acreditaram que controlavam os parlamentos pela distribuição de propinas, o Judiciário pela troca de favores e nomeações, a polícia pela condição de organismo de Estado que lhe devia subserviência, e a mídia pela dependência financeira. Naufragou nessas ilusões quando o seu modelo exauriu todas as reservas e todas as esperanças.

A época das vacas magras chegou e com ela a desmoralização da farsa petista. Bastou que um juiz se enchesse de coragem e bancasse a delação premiada como método para investigar com rapidez e eficiência os intestinos do poder lulista e expusesse o inacreditável esquema de corrupção usado para enriquecer os emergentes petistas e para financiar sua reprodução no poder.

Hoje, o PT é um partido no poder que já não controla, com sua presidente da República a correr o risco de impeachment, seu presidente de honra e criador, o ex-presidente Lula, sob investigação policial, a maioria de seus membros mais destacados na cadeia, ao lado de seus sócios nos negócios espúrios que conseguira, entre outras, aniquilar uma estatal como a Petrobras através de negociatas como a da compra de uma refinaria falida em Pasadena, EUA.

O PT já não tem discurso, não sabe o que dizer para justificar a crise política, econômica, social e moral sem precedentes que produziu ao levar à prática todos os equívocos acumulados pela concepção esclerosada e esclerosante de um nacionalismo estatólatra que sobrevive apenas nas áreas mais atrasadas do planeta.

Sob a direção do PT, o país perdeu todas as oportunidades que a conjuntura internacional favorável lhe ofereceu na última década. O populismo petista fez sucesso ao expandir o crédito e o consumo para criar uma falsa sensação de prosperidade, Segurou os preços administrados das tarifas públicas. Investiu pesado na filantropia estatal para garantir bases eleitorais permanentes. Nenhuma originalidade. O populismo latino-americano, hoje consagrado nas cartilhas bolivarianas, sempre fez isso. A vocação dos nativos de esquerda e direita fieis à veia autoritária, faria corar o pandego Mussolini.

Agora, no fundo do poço, testemunhamos o bate boca entre a tigrada do PT e a caterva do PMDB e seus sócios nas falcatruas. Já não se entendem. Ninguém quer largar o osso. Patética, a esquerda funcionária, que adquiriu alma de trombadinha e fez da sinecura seu meio de vida, se desespera com a possibilidade de perder as benesses. Esperneia contra o impeachment, acusa os adversários de golpismo, Tenta fazer pose de vestal e invoca os interesses do proletariado. Lula, o farsante, retoma o discurso maniqueista do bem contra o mal. Ópera bufa que encobre nossa triste realidade. A de um povo condenado a amargar anos de depressão econômica, de atraso intelectual, de regresso espiritual às cavernas. É o que nos espera. Oremos.


11 comentários

  1. Cesar
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 10:57 hs

    Parabéns!,Campana,brilhante resumo da tragédia(econômica,social e política) em que esta turma de bolivarianos mergulhou o País.

  2. PORTUÁRIO
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 11:10 hs

    ESSE DA FOTO, QUE É “AMIGO” DO “SENADOR”,. QUE É IRMÃO DO “CROCODILO” DA OPERAÇÃO DALLAS DO PORTO DE PARANAGUÁ DA POLÍCIA FEDERAL, NA ÉPOCA DA DITADURA, SEGUNDO O LIVRO “ASSASINATOS DE REPUTAÇÕES” DO DELEGADO ROMEU TUMA JÚNIOR FOI O MAIOR ” X9 ” DA HISTÓRIA DO BRASIL, POIS SERVIA, TANTO OS MILITARES, COMO OS SINDICATOS QUE DESTRUIRAM O BRASIL COM AS SUAS GREVES E SUAS MILITÃNCIAS NO PT. SENHORES, SERÁ DE BOM ALVITRE A LEITURA DO LIVRO CITADO!

  3. Henry
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 12:02 hs

    PERFEITO E CONCORDO PLENAMENTE COM O TEU COMENTÁRIO. PARABÉNS.

  4. O Insuportável
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 12:47 hs

    Mandou muito bem, Campana! Análise irretocável!!!

  5. imaurricci
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 13:14 hs

    O pior é que têm eleitores que ainda defendem este Partido de marginais,ladrões da pátria brasileira,são pessoas que com certeza vão contribuir para o Vaccari,Delcidio,Zé Dirceu,André VargasDelúbio Soares,João Paulo Cunha,Antônio Palloci,Silvinho da Land-Roover,Genuíno e tantos outros membros da quadrilha.

  6. Falido e mau pago
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 13:22 hs

    Na mosca.

  7. TARZAN
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 16:10 hs

    Também come mandioca e faz estoque de vento, tudo isso temperado com o PRÉ-SAL da dil…MÁ.

  8. JOHAN
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 16:31 hs

    Caro FÁBIO, foi um espanto tal reflexão, retornei para saber quem era o escriba. Parabéns, foi correto para o momento. Atenciosamente.

  9. Big Peter
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 16:46 hs

    Parabéns, Mestre Campana. Seu texto claro, revela a lógica do seu discernimento perfeito.- Pessoalmente creio que o bando ora no poder, cumpre ali seus derradeiros dias. Há que se fazer justiça.
    Do bolivarianismo bandido, restarão apenas lembranças em pouco tempo. Tristes lembranças.

  10. Edson Luiz
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 17:01 hs

    Campana: Já enviou este post pro Esmael e pro Tarso???

  11. RR
    terça-feira, 8 de dezembro de 2015 – 19:08 hs

    MAS TEM UM BANDO DE MORTO DE FOME QUE AINDA LAMBE AS BOTAS DESSE LIXOLULADRÃO.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*