Luciana Genro quer Eleições Gerais em 2016 | Fábio Campana

Luciana Genro quer Eleições Gerais em 2016

luciana genro

Em duas sequências de postagens no Twitter, Luciana Genro explicou sua proposta para a realização de Eleições Gerais em 2016. É o que segue:

“1) O Brasil vive uma profunda crise econômica, aliada a uma grave crise política, que trazem sofrimentos gigantescos para o nosso povo.

2) Este impeachment conduzido por Cunha não tem legitimidade, vem sendo conduzido com métodos golpistas e através de manobras fraudulentas.

3) O 1º desafio é derrotar Cunha e o impeachment. Depois é preciso ir além. A simples continuidade do governo também não interessa ao povo.

4) Dilma padece de absoluta falta de apoio popular. Com toda razão, o povo está indignado com a corrupção desenfreada que a Lava Jato revela

5) Está claro que a roubalheira não é fruto apenas do mau comportamento de alguns, mas um método de governo, e não só deste governo.

6) Assim como não podemos aceitar impeachment golpista, não podemos defender um governo que foi eleito com discurso oposto ao que implementa

7) Urge uma reorganização do país antes que a oposição de direita derrube o governo pela força de manobras golpistas e bote Temer no poder.

8) Temer é um vice cujo apoio popular, mostram as pesquisas, não passa de 2%, e que propõe um programa de neoliberalismo explícito ao país.

9) A proposta que apresento neste momento crucial para o país é que a derrota do impeachment seja acompanhada de eleições gerais em 2016.

10) Nestes momentos de grave crise é o povo quem deve ter a palavra final, e não as castas políticas em seus conluios escusos!”

___________________________

“1) Estou satisfeita c/ debate da minha proposta de derrotar o impeachment e que Dilma envie ao Congresso proposta de eleições gerais em 2016

2) Eu sei que é uma proposta polêmica, e não esperava unanimidade, por óbvio.

3) Insisto que a melhor alternativa neste momento não é nem o Fora Dilma e nem o simples Fica Dilma.

4) É preciso derrotar o impeachment de Cunha, essa é a tarefa imediata.

5) Mas o que dizemos ao povo que está indignado com a corrupção, com o desemprego e a carestia? Que espere até 2018?

6) É democrático pedir ao povo que aguente mais 3 anos um governo que foi eleito com um programa oposto ao que está aplicando?

7) Por outro lado, se o golpismo de Cunha triunfa, vamos aceitar Michel Temer na presidência para aplicar o neoliberalismo explícito?

8) Acho que nenhuma destas seja uma alternativa verdadeiramente democrática. Então o melhor é devolver ao povo o direito de decidir.

9) Isso não tem nada de golpismo, basta que se faça uma emenda constitucional transformando as eleições de 2016 em eleições gerais.

10) Com isso, todos os partidos poderão apresentar as suas propostas para sair da crise.

11) Aécio vai ter que dizer que defende um ajuste ainda mais duro, e o PT vai ter que dizer se quer seguir no ajuste de Dilma.

12) Nós defenderemos as nossas propostas de fazer os bancos e milionários pagarem pela crise.

13) E o povo vai decidir. Melhor do que deixar nas mãos dos “mercados”, ou dos conluios e conchavos de bastidores que estão ocorrendo agora.”

___________________________________

Além das postagens no Twitter, Luciana Genro escreveu o artigo Contra Cunha e Temer, por eleições gerais em 2016, que pode ser lido aqui.


6 comentários

  1. RR
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 16:51 hs

    GOLPE FOI O QUE A QUADRILHA DELA DEU NO PAÍS EM 2002,ESSA ENERGÚMENA NÃO SERVE NEM PRA CATAR LATINHAS,COM RESPEITO AOS CATADORES DESSE PRODUTO.

  2. lika
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 17:07 hs

    por isso que esse país está afundando, gente como essa, um molusco acéfalo, representando seus eleitores, seus! porque eu jamais votaria numa maluca como essa.

  3. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 18:19 hs

    No Paraná, ninguém será eleito pelo PT. Não que não existam boas pessoas (ainda) no partido. Mas, a marca não recomenda.

  4. Juca
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 19:18 hs

    O pai dela é culpado também éla qiebra do Rio Grande do Sul e do Brasil, assim como ela própria.

  5. zé povinho
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 21:00 hs

    Quem esta guria pensa que é, de onde tirou tanta arrogância? Para esta aí nem óleo de peroba funciona, se outorgou o título de Rainha das Caras de Pau. Ou anda abusando do “chimaron” ou fumou demais os charutos que trouxe de Cuba e que o papai não fumou.

  6. Carlos trevizo
    quinta-feira, 10 de dezembro de 2015 – 21:39 hs

    Foi o pai dessa imbecil que assaltou o RS

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*