'Jornal de Londrina' fecha após 26 anos | Fábio Campana

‘Jornal de Londrina’
fecha após 26 anos

O Jornal de Londrina, do grupo RPC, deixou de circular hoje depois de 26 anos. Fechou ainda sua plataforma digital. Em comunicado à imprensa, o chefe de redação, Fábio Luporini, culpou a crise econômica pelo fechamento do jornal. “Depois de 26 anos de atuação jornalística em Londrina e região, o jornal encerra suas atividades em meio à crise econômica que acomete o Brasil e uma reestruturação mundial pela qual atravessam os veículos de comunicação”, diz o comunicado. Leia a nota a seguir na íntegra.

“É com tristeza que anunciamos o fim da circulação impressa e da operação digital do JL – Jornal de Londrina, fruto de uma série de fatores. Depois de 26 anos de atuação jornalística em Londrina e região, o jornal encerra suas atividades em meio à crise econômica que acomete o Brasil e uma reestruturação mundial pela qual atravessam os veículos de comunicação.

Fundado em 1989 por iniciativa de empresários e idealistas, o JL ajudou a aumentar a pluralidade do cenário jornalístico local. Em 1999, o veículo foi adquirido pelo Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM). Hoje se encerra um ciclo. Foram duas décadas de participação ativa, independente, fiscalizadora e de busca pelo desenvolvimento pleno da sociedade.

O JL fez grandes coberturas jornalísticas: casos de corrupção com repercussão nacional, furos de reportagem em níveis estaduais e muitas narrativas de empreendedores e bons exemplos locais. Também procurou ser o filtro londrinense para as notícias mais importantes do Paraná, do Brasil e do mundo. Amplificou assuntos locais para extrapolar as fronteiras físicas.

Pautou sua atuação por valorizar Londrina e seus moradores, mostrando pessoas que se dedicaram a ajudar aos outros e empreendedores que transformaram o entorno da cidade ou do bairro com ideias inovadoras. O Prêmio JL Nossa Gente de Londrina é um exemplo disso. Durante cinco anos destacou pessoas que se dedicam a ajudar ao próximo. Exemplos que podem e devem ser seguidos.

Durante a sua trajetória, o JL teve grandes momentos de liderança de circulação no plataforma impressa e extraordinário crescimento de audiência na plataforma digital. Entre os meios de comunicação, despontou como um dos que provocou os maiores engajamentos da região. Escutar os leitores foi sua marca. Inovou no formato, no método de distribuição e na linha editorial. Da sua equipe de jornalistas, grandes profissionais deixaram sua marca. Suas assinaturas são reconhecidas por grande parte da população e pela sociedade como um todo. E, apesar do franco crescimento de audiência e relevância, fruto de um trabalho sério e uma equipe competente, não resistiu à conjuntura econômica.

O JL deixa de circular hoje. Entretanto, isso não significa que o GRPCOM deixará de continuar a sua missão de valorizar a nossa terra e a nossa gente, desenvolver a sociedade e lutar pela democracia. Embora o JL deixe de circular, continuamos a acreditar, por meio de outros veículos., dentre eles a RPC e a Gazeta do Povo,na solidificação da liberdade de expressão, da independência jornalística e da democracia. E Londrina tem um papel importante nesses fundamentos.

O GRPCOM agradece aos leitores que acompanharam a trajetória do JL. Agradece ainda à dedicação do seus colaboradores de todas as áreas, assim como aos anunciantes e fornecedores, que foram parceiros e acreditaram no poder de um veículo independente. E deseja que, apesar das dificuldades, todos tenham um Feliz Natal, com votos de um ano novo promissor.

Fábio Luporini
Chefe de Redação”


16 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 11:26 hs

    É triste. Mas não é o primeiro e nem será o último. Culpa da internet. É cvonsequência dos avanços tecnológicos.

    A Gazetona virou Gazetinha. Encolheu. E ficou feia prá baraio….

  2. Cesar
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 11:36 hs

    Boa sorte aos pseudojornalistas na procura de um novo emprego.Sabem por que os jornais estão fechando?Porque quem comprava jornal cansou da ideologia esquerdista,mentirosa,propalada por vocês.Hoje,nos informamos por meio de poucos blogs,ainda não contaminados pelos esquerdistas.
    Cavaram a própria cova.Bem feito!

  3. sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 11:56 hs

    Culpa é desse DESgoverno PTista , que a Gazeta tanto apoia e ainda recebe verba pra seu sustento, senão a Gazetinha já era também.
    Como sempre falo este DESgoverno não deixou uma Instituição ou uma Empresa. em pé
    Brasil está um CAOS TOTAL

  4. zé povinho
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 12:16 hs

    É triste ao mesmo tempo que é ótimo, mas qual a razão de tal disparate? Explico, isto demonstra que o Império Midiático da famiglia Kane aqui da província está vendo o fundo do poço se aproximar com uma velocidade incrível. Para quem se gabava até há muito pouco tempo atrás que era um “Jornalão” a realidade prova bem o contrário.

  5. Marcão
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 12:38 hs

    A “imparcial” GAZETA DO POVO é a próxima. A versão digital está fora faz tempo…

  6. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 12:51 hs

    As midias eram atreladas a grandes propagandistas tucanos que torravam bilhões em propaganda para se segurar no poder.
    Com o PT 13 anos no poder foi preferido por eles pagar bolsa familia do que pagar barões da mídia e deu no que está dando,grita geral e tem dono de revista e rede de tv a beira de um ataque de nervos.
    O negocio é mudar sua linha de negócios,a veja por exemplo pode ser uma lista telefônica que ninguém vai notar sua falta.

  7. Cesar
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 13:52 hs

    Se não fossem as verbas públicas,a Gazeta do Povo já teria fechado faz muito tempo.Não há sequer um jornalista com capacidade intelectual,cultural,livre da amarras esquerdistas,escrevendo neste jornal(exceto quando alguns colabores escrevem para o jornal).Para não dizer que não há nada que se aproveite neste jornal,o editoral,algumas vezes,apresenta posições interessantes.Mas é muito pouco para um jornal que já teve grandes colunistas.

  8. henry
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 14:10 hs

    SECOU A TETA. ACABOU-SE A GRANA DESVIADA DA ptROBRAS. ACABOU OS PATROCÍNIOS. A MÁ ADMINISTRAÇÃO petista IMPLANTADA POR SEUS DIRETORES,SOMANDO-SE AS MATÉRIAS FEITAS PELOS SEUS JORNALISTAS “bolivarianos”, DEU NO QUE DEU. E DENTRO DE POUCO TEMPO, VÃO DECRETAR A FALÊNCIA DO “jornalão” QUE VIROU “gazetinha”. PELO MENOS ESTA É A MINHA TORCIDA.

  9. M.E.J.
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 14:33 hs

    É a “nova” administração da RPC, acabando com o Jornalismo do Paraná.

    Uma Pena.

  10. Haroldo
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 14:41 hs

    Independentemente do esquerdismo juvenil de alguns de seus jornalistas, o fechamento do Jornal de Londriina (ou de qualquer outro), é fato a ser lamentado.

  11. Intruso
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 16:55 hs

    É O PRIMEIRO EFEITO DA LEI DE RESPOSTA DE AUTORIA DO EXMO SENADOR DOUTOR ROBERTO REQUIÃO..

  12. sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 17:06 hs

    NÓS TEMOS QUE SER JUSTOS COM A OPINIÃO, POIS A GAZETA DO POVO PRESTOU RELEVANTES SERVIÇOS AO POVO DO PARANÁ,,DEFEITOS TODOS NÓS TEMOS , AGORA VITUDE EM AJUDAR MUITO POUCOS…EU CONVIVI POR ANOS JUNTO AOS DIRETORES E JORNALISTAS DA GAZETA, SEMPRE PRIMORANDO POR UM JORNAL SÉRIO E ORGANIZADO,,ENQUANTO MUITOS JÁ ESTAVAM RONCANDO NAS SUAS CAMAS ELES ESTAVAM EM BUSCA E PROJEÇÃO DAS NOTICIAS QUE SERIAM INSERIDAS NAS EDIÇÕES MATUTINAS;;;;;;;;;;;;CLARO QUE LAMENTAMOS A CRISE,,E A EVOLUÇÃO DA INTERNET..É OS TEMPOS MUDANDO O MUNDO.

  13. Renato Britto Barros
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 18:19 hs

    Ufa.
    Fechou mais um tabloide da propaganda corruptopetista do nosso estado, depois que começou a secar a teta do din din do PT, a família dona do jornal não quer gastar mais nada. Espero que algum empresário sério abra um novo jornal em Londrina.

  14. Big Peter
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 19:35 hs

    É a justiça divina fazendo-se presente, e corrigindo erros. Quando o grupo RPC encantado pela verba oficial fácil, coriscante e constante mudou sua linha editorial apoiando o maldito bolivarianismo, pensei: essa garotada vai quebrar o único jornal que temos por aqui.
    Mas jamais imaginei que seria tão rápido assim. E o veículo principal está indo na mesma direção.
    Lembram os herdeiros do Dr. Hermes Macedo, cuja arrogância e incompetência de alguns, conseguiu quebrar em pouquíssimo tempo, o maior centro varejista da América Latina, e orgulho do povo paranaense.

  15. Fabio
    sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 – 22:32 hs

    Fechou tarde e tomara que a folha também feche e os maus jornalistas . Que mentem constrói matérias mentirosas w destrói a vida de pessoas com estes artigos baratos … E Fábio Silveira se achava o rei das porcarias que escrevia ,agora vai escrever na pqp fechou tarde este pasquim ….agora falta a folha e o ratinho mandar embora um tal de camargo outro mentiroso

  16. Vander
    sábado, 19 de dezembro de 2015 – 8:29 hs

    Jornal ruim não sobrevive!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*