Decisão adiada | Fábio Campana

Decisão adiada

Uma série de questões de ordem apresentadas por aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou mais uma vez a votação do parecer do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) pelo seguimento da ação contra o peemedebista. Depois de segurar a reunião por mais de uma hora discutindo uma suposta “furada de fila”, os parlamentares tentaram afastar a deputada Eliziane Gama (Rede-MA), favorável à continuidade do processo por quebra de decoro parlamentar, que pode culminar com a cassação de Cunha. As informações são do Estadão.

A sessão foi interrompida às 20h31, quase seis horas depois do início, e será retomada nesta quarta-feira, 2, para votação do relatório contra o peemedebista. Antes da sessão, aliados de Cunha apostavam que o placar seria 12 a oito a favor do peemedebista. Sem chegar a um consenso durante a reunião que fizeram no início da tarde, os três deputados petistas conversaram durante toda a sessão. Em alguns momentos, foram procurados pelos deputados André Moura (PSC-SE) e Paulinho da Força (SD-SP), líderes da “tropa de choque” de Eduardo Cunha.


Um comentário

  1. zé povinho
    quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 – 11:50 hs

    Uma série de questões de ordem foram apresentadas para salvarem os do Cunha e o da Mulher Sapiens, só os muito mal intencionados ou muito idiotas que não veem, por trás de tudo está a mão deste Desgoverno, é melhor ficarmos com este calhorda na presidência da Câmara do que ficarmos sem nada.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*