Da Odebrecht para Vaccari, de Vaccari para Dilma | Fábio Campana

Da Odebrecht para Vaccari, de Vaccari
para Dilma

uploads_1449310152101-Schermata+2015-12-05+alle+11.08.09
Via O Antagonista

O processo no TSE trata do dinheiro de propina doado pelas empreiteiras à campanha de Dilma Rousseff.

Ainda mais comprometedor – porque seus operadores já foram julgados e condenados pela Lava Jato – é o dinheiro repassado pelo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, à campanha presidencial de 2014. O Diretório Nacional do PT, de João Vaccari Neto, repassou 22 milhões de reais à campanha de Dilma Rousseff, segundo os dados do próprio TSE. esses 22 milhões de reais, 7,4 milhões de reais foram dados pela Odebrecht, cujo dono está preso, juntamente com seus principais executivos.

O dinheiro foi repartido da seguinte maneira:

– R$ 1.950.000 da Odebrecht

– R$ 2.850.000 da Braskem (sociedade entre Odebrecht e Petrobras)
– R$ 1.282.500 da Usina Rio Claro (Odebrecht Agroindustrial)

– R$ 332.500 da Usina Eldorado (Odebrecht Agroindustrial)

– R$ 332.500 da Usina Conquista do Pontal (Odebrecht Agroindustrial)

– R$ 332.500 da Destilaria Alcídia (Odebrecht Agroindustrial)

– R$ 332.500 da Agroenergia Santa Luiza (Odebrecht Agroindustrial)


3 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    sábado, 5 de dezembro de 2015 – 12:42 hs

    ….tudo registrado e aprovado pelo tribunal eleitoral, dirá ela, candidata ao título de a presidente que mais mentiu no Brasil. Tem gente que diz que dá empate entre ela, Lula e Cunha.

    O pior de tudo é que mentem pensando que a brasileirada é boba. Na realidade, uma boa porcentagem: os 10 por cento que ainda a apoiam e os doadores de dinheiro para certas igrejas 171.

  2. Luciano de Oliveira
    sábado, 5 de dezembro de 2015 – 18:44 hs

    Todos sabem que a Campanha de Dilma foi regada com Dinheiro afanado da Petrobrás. Basta o Judiciário continuar fazendo a sua parte! DILMA CAIRÁ!!!

  3. Relho
    domingo, 6 de dezembro de 2015 – 0:46 hs

    Cassação !!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*