Acossada, Dilma pede que STF anule acolhimento de impeachment por Cunha | Fábio Campana

Acossada, Dilma pede que STF anule acolhimento de impeachment por Cunha

A situação complicou para Dilma Rousseff. Hoje, ela apelou para a única instância em que tem sucesso, a Judicial. Ela pediu, ao STF, que anule a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que acolheu seu pedido de afastamento elaborado por juristas e que tem como base as chamadas pedaladas fiscais.

A justificativa de Dilma é frágil, segundo os juristas. Ela reclama que Cunha não lhe garantiu direito de defesa antes de receber o pedido. O documento, assinado pela Advocacia-Geral da União, defende ainda o poder de decisão do Senado na instauração de um eventual processo de impeachment e que todas as votações no Congresso sobre o caso sejam abertas.


2 comentários

  1. RR
    sábado, 12 de dezembro de 2015 – 9:07 hs

    E É O QUE VAI ACONTECER,ESSE TAL stf É SÓ MAIS UMA FACÇÃO A SERVIÇO DA PTROQUADRILHA.

  2. Helena
    sábado, 12 de dezembro de 2015 – 11:24 hs

    Ela não tem a quem mandar pedir por ela, todos já estão presos, então está indo pessoalmente, como a maioria dos Ministros são afilhados do PT, é bem possível que eles a atendem. E o Brasil???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*