Se a moda pega… | Fábio Campana

Se a moda pega…

presidente avai-1

Neste final de semana, a esposa de Nilton Macedo Machado, presidente do Avaí Futebol Clube, publicou nas redes sociais um desabafo onde exigiu a renúncia do marido e determinou um prazo para que ele deixe o clube.

No Leia mais, a mensagem na íntegra.

“O Nilton/Amado, meu marido, nunca precisou assumir um clube de futebol para promoção pessoal, como alguns pensam, pois construiu uma carreira sólida como magistrado, Juiz Substituto de 2º Grau e, após a aposentadoria, como advogado dos mais conceituados. Formou com seu curso de sentença cerca de 2/3 dos magistrados do Estado de Santa Catarina, e ai me incluo. Pessoa de reputação ilibada e competência reconhecida no mundo jurídico, quis o destino que, de vice, passasse a presidente do clube que sempre amou, pois teve como um de seus fundadores seu falecido sogro. Sempre foi conselheiro e, repito, por ironia do destino, foi alçado a presidente e, dai em diante, o que lhe trazia alegrias, há muito só lhe traz desgosto e incomodação.

Poucos sabem reconhecer que, ao assumir um clube falido, com débitos milionários, acima dos R$ 50 milhões, com muito trabalho, poucas noites de sono e principalmente em detrimento de seus negócios e relações pessoais e familiares, conseguiu parcelar dívidas e colocar a folha de pagamento do clube no azul. Poucos sabem reconhecer e só ele sabe o preço que tem pago por essas ações. Obviamente para quem torce para um time, uma política de austeridade, com pé no chão, jamais agradaria a gregos troianos, pois sabemos que no futebol não impera o racional e sim a paixão, esta que cega até os mais esclarecidos e não raras vezes fere com críticas que poderiam ser justas, mas diante das circunstâncias, não são. Não em relação àqueles que trabalham no clube, que dão horas preciosas de suas vidas para que o clube se mantenha e que lão estão diuturnamente para que sócios e não sócios, todos torcedores, vejam o espetáculo que todos queremos e esperamos ver. Só se esquecem que ao criticar e exigir contratações de peso, há necessidade de dinheiro, que infelizmente não cai céu nem brota em árvores, com alguns querem crer.

Tenho acompanhado o sofrimento do meu marido dia a dia atrás de dinheiro para pagar as contas do clube, repito, em detrimento de sua vida profissional e pessoal. As pessoas tem dito que envelheceu dez anos… Neste último ano não poupou esforços e não raro viaja de madrugada atrás de patrocínio para o clube ou para defender questões em prol fo futebol de Santa Catarina, retornando meia noite, para no dia seguinte seguir novamente de madruga em viagem para cumprir compromissos da advocacia.

Se torcedores e funcionários sofrem, só eu sei a dimensão do sofrimento do Amado, que por sua conduta proba, jamais “abandonaria o barco”, ainda que por insistentes recomendações médicas devesse renunciar, pois nada é mais importante que a saúde e paz, e por eu entender que além da questão de saíde, da falta de tempo para seus negócios pessoais e para que meu marido volte a ser o homem que era antes, sorridente, bem disposto e com alegria de viver, e por entender que nada justifica ataques que ele vem sofrendo, é que ESTOU LHE DANDO UM PRAZO, até o final do ano para deixar suas funções no clube, porque sei o que é melhor para o Amado e AI DELE se não me escutar. E TENHO DITO. ASSUNTO ENCERRADO. SENTENCIADO. SEM DIREITO A EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.

PS. Ele ainda não conseguiu arrumar os acentos no teclado, porque está provavelmente tratando de assuntos do Avaí”.


6 comentários

  1. segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 16:36 hs

    Parabéns….. joao feio

  2. Nelson
    segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 17:16 hs

    Belo texto. Exemplifica o que é o futebol brasileiro. A não ser por alguns dirigentes que realmente vestem a camisa do seu clube, a grande maioria se preocupa mesmo é em ganhar algum “por fora” ou se auto promover. Enquanto tivermos a grande maioria de dirigentes que comandam o futebol brasileiro que pensam desta forma, permaneceremos no amadorismo eternamente.
    Está mais que na hora de modernizarmos o futebol brasileiro. Clubes que não se tornem empresas tem que fechar as portas.
    O futebol profissional tem que ser tratado como tal. Chega de a cada final de ano termos que desfigurar nossos times e vendermos nossos melhores jogadores para o exterior simplesmente para fazer caixa para o clube.
    Um time profissional não deve viver somente da venda de jogadores, existem outros meios de se gerar renda. Uma delas é fazer uma forte campanha para que o torcedor se torne sócio como há nos clubes europeus, outra o franchising em que o clube sede sua marca em vários produtos (camisas, bonés, canecas, tenis, etc). Meios existem, só é preciso força de vontade para dar o pontapé inicial para a profissionalização total do futebol brasileiro, desde a formação de dirigentes capacitados em gerir empresas, não clubes, criação de uma liga gerida por pessoas que entendam o futebol com visão comercial, não amadora. Criação de um quadro de árbitros profissionais, nos moldes dos que existem na NBA, NFL. Já passamos da hora de termos um futebol totalmente profissional no Brasil, porque não será somente a torcida que verá melhores espetáculos, o Brasil tem grandes chances de se tornar novamente o país do Futebol.

  3. Como é que é?
    segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 18:20 hs

    Coloca o Guga no lugar dele, ai que sabe com uma raquetada arruma a casa do Avaí. E quanto ao desabafo, vamos esperar a resposta, se o Presidente atual do clube gosta mais do Avaí ou da mulher dele….kkkkkkk…..se pega a moda o coxinhas nunca mais terão Presidente no falidão.

  4. PARANA NETO.
    segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 18:51 hs

    ….Fez muito bem….botou a boca no trombone…vai morrer enfartado
    por time de futebol….vai viver a vida e gastar sua grana com a família.
    ….Time de futebol é pra maluco…!!!!

    pn.

  5. zé povinho
    segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 19:11 hs

    É isto aí, ou ama a patroa ou o clube, quem vai ser então?

  6. segunda-feira, 9 de novembro de 2015 – 20:18 hs

    ISSO ACONTECE PARA AS PESOAS QUE SÃO IDEALISTAS ENÃO INTERESSEIRAS. parabenizo esse Presidente, sem o conhecer pessoalmente, mas é digno de MENÇÃO HONROSA POR TAIS QUALIDADES. PARABÉNS e deixa a plebe rude e cruel se manifestar, essa não tem e não dá valor a ninguém.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*