Paraná é o 4° PIB do país | Fábio Campana

Paraná é o 4° PIB do país

O Paraná ultrapassou o Rio Grande do Sul e já é a quarta maior economia do País, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Ipardes e IBGE. A economia paranaense respondeu por 6,3% de todas as riquezas geradas no País em 2013, atrás apenas de São Paulo (32,1%), Rio de Janeiro (11,8%), Minas Gerais (9,2%). O Rio Grande do Sul ficou com 6,2%. A mudança de patamar da economia paranaense é histórica. Desde 1949 o Paraná ocupava a posição de quinta maior economia do Brasil.

“É um feito histórico digno de ser comemorado pelos paranaenses. Somos o 6º estado brasileiro em população e o 15º em extensão territorial, mas o esforço dos trabalhadores e das empresas paranaenses nos elevou ao grupo das quatro maiores economias regionais do País”, disse o governador Beto Richa (PSDB).

Julio Suzuki, presidente do Ipardes, ressalta que a mudança é resultado de uma combinação de fatores. “O Paraná adensou sua estrutura produtiva nos últimos anos, com um agronegócio pujante, que não pode ser igualado hoje por nenhum outro estado do Sul e do Sudeste. Ao mesmo tempo, atraiu um ciclo de investimentos produtivos, puxado pelo programa de incentivos Paraná Competitivo, que levou emprego e renda para todo Estado”, explica.

Em 2013, o PIB – soma de todos os bens e serviços produzidos – somou R$ 332,8 bilhões no Paraná. Naquele ano, a economia estadual cresceu, em termos reais (já descontada a inflação), 5,6% em relação ao ano anterior, embalada pelo desempenho da agropecuária, da indústria de transformação e do setor de serviços.

“Acredito que o nosso desenvolvimento mais acelerado dos últimos anos também se deve às escolhas feitas pelos cidadãos paranaenses. Nosso povo quer diálogo, justiça social, educação e saúde de qualidade e condições para desenvolver todo o seu maravilhoso potencial. Um povo que amadurece no exercício da democracia e se conscientiza de seus direitos e deveres não aceita mais o atraso e o autoritarismo”, afirmou Richa.

De acordo com Sinval Dias dos Santos, chefe do IBGE no Paraná, a indústria teve como motor a produção de veículos automotores, máquinas e equipamentos, alimentos e produtos madeireiros. O crescimento do Paraná foi maior do que o Brasil, que cresceu 3% em 2013. “O resultado do Paraná foi influenciado pela safra cheia de grãos e pelo bom desempenho de energia com produção de Itaipu”, explica.


3 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 12:55 hs

    Com o devido acatamento, isso se deve única e exclusivamente aos empresários privados do Paraná. Os governos pouco contribuíram para este resultado, quando não atrapalharam com pesadíssimas “cangas” tributárias sobre as empresas, com destaque especial para a gestão do abominável governador das neves. É de se mencionar que o PR tem uma das maiores alíquotas de ICMS do Brasil sobre energia, telecomunicações e combustíveis, insumos elementares da atividade empresarial.

  2. Dom Casmurro
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 14:59 hs

    Quando não atrapalha já ajuda

  3. Thiago Hart
    sexta-feira, 20 de novembro de 2015 – 8:19 hs

    Fabio, peço desculpas pelo tom do que vai abaixo, mas não resisto:

    CHUPA Maria Louca!!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*