'Há muita fraude no Bolsa Família', diz Barros | Fábio Campana

‘Há muita fraude no Bolsa Família’, diz Barros

barros - ricardo

Relator-geral do Orçamento de 2016, Ricardo Barros (PP-PR) diz que o corte de R$ 10 bilhões que propõe ao Bolsa Família só afetará as distorções do programa de transferência de renda do governo. Barros diz que há muita fraude no Bolsa Família e que isso precisa ser corrigido. As informações são do portal iG.

Em entrevista ao iG, ele diz achar muito difícil atingir o equilíbrio do Orçamento do próximo ano sem novas fontes de arrecadação, ou seja, impostos, mas afirma que aquilo que já tramita hoje no Congresso seria suficiente. Nem conta com a CPMF para 2016 e diz que as projeções de arrecadação do governo estão inchadas.

“O defeso é um problema, muita fraude. O Bolsa Família também é um problema, muita fraude. O que o governo precisa é gastar bem o dinheiro que arrecada porque como está sendo exigido um grande sacrifício da sociedade para viabilizar essa arrecadação e o equilíbrio fiscal é preciso que o governo também tenha mão de ferro na gestão dos recursos e é desses excessos que estamos falando nos cortes”, diz Barros, que fala em construir um “Orçamento crível” para recuperar a credibilidade do País.

“Precisamos de uma lipoaspiração no Bolsa Família, que não vai prejudicar quem realmente precisa”, diz ele em mais um capítulo da queda de braço que mantém com a presidente Dilma Rousseff via mídia.

Dilma tem defendido que não vai aceitar cortes no Bolsa Família. “Estou propondo baseado numa auditoria da Controladoria Geral da União que determina que só 61% fiscalizadas tinha renda compatível com o que a lei autoriza. Então, se há um excesso de cartões, pessoas que não estão enquadradas na lei, é natural que elas sejam excluídas do programa”, defende Barros.

Ao criticar a previsão de receitas do governo, Barros diz que “não há nenhuma área que não vá ser cortada”. “Todas precisarão de ajustes porque a falta de recursos é muito acentuada”, resume. “Proporei um orçamento com mais receitas do que despesas. A LDO aprovada agora determina R$ 34 bilhões de superávit. Portanto, o corte vai ter de ser muito profundo porque a queda de arrecadação é muito acentuada”, declara ele.

Sobre CPMF, Barros diz não estar contando com esses recursos devido aos problemas de tramitação da proposta no Congresso, alvo de muitas críticas e resistências de diferentes setores entre governistas e oposição. “Não computamos no orçamento esses valores porque é uma arrecadação que poderá não acontecer”, afirma. Ele garantiu nessa entrevista ao iG que o Orçamento será votado até 22 de dezembro, antes do início do recesso parlamentar.


8 comentários

  1. QUESTIONADOR
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 11:20 hs

    -Se o nobre deputado argumenta que há fraldes no programa Bolsa Família, o mesmo deveria ser suspenso por tempo indeterminado, até uma auditoria autônoma (sem ligação partidária) avalia todo o programa!!!
    -Afinal de contas é o dinheiro público(oriundo de todos os cidadãos brasileiros) que está em jogo e caso encontre alguma irregularidade, que este programa seja extinto!!!

  2. quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 12:11 hs

    Se há fraudes no Bolsa Família, então porquê não fiscaliza-la e investiga-la ? Porquê não cortar os gastos exagerados do Governo Federal, com DEZENAS DE CARGOS COMISSIONADOS, CARTÕES CORPORATIVOS E PROPAGANDA INÚTEIS ? Porquê o Congresso Nacional não economiza, quer com cargos obsoletos até a farra das horas extras ? Se cada determinados Ministérios fossem extintos, pois de nenhuma valia os têm. Só o rombo na PETOBRAS ESTIMA-SE EM MAIS DE R$40 BILHÕES, afora o perdão de dívidas de países que seus governantes são amigo de Lula. Sabe-se lá quanto PIXULECO foi cobrado ? O País em crise e no caos tanto as Câmaras de Vereadores, quanto Prefeituras, Governos Estaduais e ESTATAIS, deveriam devido a essa situação pelo qual estamos passando, ECONOMIZAREM o máximo, para poder dar ao povo melhores condições de vida nas áreas da saúde, da segurança pública, da nfra estrutura, na mobilidade urbana, na educação, enfim em todos os setores que a sociedade necessita. Tem que haver coerência, bom senso, compreensão e determinação para que façamos um economia nesses setores públicos.

  3. Coerente
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 14:06 hs

    Verdade!!!!
    Não Binca….

  4. INTRUSO
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 14:15 hs

    FRAUDE MESMO, DE VERDADE É ALGUNS RECEBEREM E OUTROS NÃO. POR PURA DISCRIMINAÇÃO SOCIAL.
    A MAIORIA NECESSITA RECEBER JUSTAMENTE POR NÃO PODEREM PAGAR IMPOSTO E OS DEMAIS DEVEM RECEBER JUSTAMENTE PORQUE PAGAM IMPOSTOS.
    TODOS TÊM O MESMO DIREITO.
    INCLUSIVE PORQUE O BOLSA FAMÍLIA NADA MAIS REPRESENTA DO QUE DEVOLUÇÃO DE PARTE DO IMPOSTO PAGO PELA POPULAÇÃO EM GERAL!!!

  5. quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 18:29 hs

    O DESgoverno PTista é uma fraude.
    Não sobrou nada, e acabou com o que tinha , não ficou uma Instituição inteira e foi de fraude em fraude que no que deu e estamos vendo e sentindo agora

  6. O Insuportável
    sexta-feira, 20 de novembro de 2015 – 12:26 hs

    O Bolsa Família inteiro, do jeito que foi redesenhado por Lula/PT, é uma FRAUDE, na medida em que é o maior esquema de compra de votos de que se tem notícia no mundo!!!

  7. Helena
    sexta-feira, 20 de novembro de 2015 – 19:07 hs

    “OBRIGADA” DEPUTADO RICARDO BARROS, pelo seu voto mantendo o VETO da DILMA aos aposentados do INSS. Engraçado que os Senhores Parlamentares só votam para tirar direitos meritosos dos que realmente trabalham. enquanto que para outras classe que ganham altos salários recheados de benefícios, nossos são restringidos e ainda não são oferecidos saúde, habitação, transporte e segurança pública dignos diante dos inúmeros tributos que pagamos.
    Quando aposentados, seus proventos Senhores, são reajustados tal qual os da ativa, assim como os funcionários públicos deste País os são. Onde está escrito na Carta Magna que nem todos são iguais perante à Lei?

  8. Helena
    sexta-feira, 20 de novembro de 2015 – 19:10 hs

    Concordo que há fraude no Bolsa Família, aliás por si só ela já é uma fraude – fraude ELEITORAL.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*