Caso de família | Fábio Campana

Caso de família

Ancelmo Gois

A 3ª Turma do STJ deu ganho de causa ao tucano Alvaro Dias, no caso sobre uma filha fruto de relacionamento extraconjugal. Embora Dias tenha reconhecido a paternidade, a filha pedia R$ 3 milhões por “abandono afetivo”.


5 comentários

  1. zé povinho
    quinta-feira, 5 de novembro de 2015 – 8:39 hs

    Se a moda pega tem muito pai por aí ferrado, porque “abandonou afetivamente” os filhos. Ou filhas. Mas gostaria de saber como é que a filha do Álvaro chegou a este valor, como foi isto? E por quê não R$ 2 milhões? Ou R$ 4 milhões? Será que a “abandonada” sabe a resposta?

  2. Joaquim Souza Franco
    quinta-feira, 5 de novembro de 2015 – 12:02 hs

    Dar preço a amor não recebido é mais ou menos como prostituição. Esta moça não é séria.

  3. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 5 de novembro de 2015 – 12:21 hs

    Quando a gente era rapazote, época da Jovem Guarda, dos Beatles, Elvis Presley, as meninas só falavam em Roberto Carlos. Cotovelos ardendo, espalhamos onda que ele era viado.
    Álvaro Dias, antes do botox, nãp dava conta das ofertas. As recusadas – agenda lotada, oras bolas – faziam o mesmo: diziam que era viado.
    Ainda solteiro, se atracou com uma contemplada. O forobodó foi tão grande que, diz a lenda, quebraram os pés da cama. Eu, hein?

  4. quinta-feira, 5 de novembro de 2015 – 12:49 hs

    Dar preço a amor não recebido é mais ou menos como prostituição. Esta moça não é séria.

  5. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 5 de novembro de 2015 – 14:07 hs

    Ora se ela é filha do Alvaro,tem que ter direitos sim ,é seu sangue e todos seus bens tem que ser repartidos de acordo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*