'Beto está errado. Deveria vender mais' | Fábio Campana

‘Beto está errado.
Deveria vender mais’

paulo martins

Do Paulo Martins, sobre a decisão de Richa de vender 62 imóveis e terrenos do Estado sem uso e arrecadar R$ 100 milhões:

“Eis a esquizofrenia brasileira. A grande razão das crises nacionais que arrebentam a vida das pessoas é o tamanho do Estado. Então um gestor resolve diminuir minimamente a máquina e o mundo se levanta contra ele. É como o doente que se revolta contra o remédio. O Beto tem seus erros, mas nessa ele está certo. Ou melhor, está errado. Deveria vender mais”.


17 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 15:48 hs

    Concordo. Estado rico e progressista é o enxuto. Não foi construido para vender água, luz e principalmente posar de latifundiário – urbano ou rural.

  2. Alaor
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 15:59 hs

    Discordo, esta pode vender não é bom existe outros meio de diminuir o governo, e não entregando o patrimônio não é um momento propicio para tal descarte.

  3. Flávio
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 16:00 hs

    De fato existem muito imóveis no interior do Estado, passou da hora de vender, apoiado Béto.

  4. quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 16:54 hs

    BRAVO!!! Disse tudo, Paulo Martins.

    TEM QUE ENXUGAR O ESTADO MAIS E MAIS, VENDER TUDO QUE FOR POSSIVEL É UMA DAS SAÍDAS

  5. Francisco Carlos
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 17:38 hs

    O problema não é vender, e sim, onde vão aplicar (desviar) o dinheiro arrecadado.

  6. quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 18:29 hs

    o que faltou e o Beto dizer quanto custa a manutenção PELO ESTADO desses imóveis…. IPTU, vigilância, pichacoes, ….

    ai o povo ia entender o $$ jogado fora

  7. ferreira
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 18:44 hs

    CONCORDO o governador tem que se desfazer do que é inútil…….e nas próximas eleições, nós eleitores também faremos !

  8. Fernando
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 19:21 hs

    Concordo plenamente com o Governador. Estado não tem que ter tantos bens assim e principalmente bens inoperantes. E vou além, temos que privatizar tudo que é empresa de Governo. Gestão das empresas de Governo é horrível, lenta depende de licitações e prazos longos, já na iniciativa privada tudo é mais agilizado e não se cria funcionários vagabundos. Sujeito não quer trabalhar e faz corpo mole roda rapidinho.

  9. Tavares Sandoval
    quarta-feira, 18 de novembro de 2015 – 20:59 hs

    O PROBLEMA É QUE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL NÃO PERMITE VINCULACÃO DE RECEITAS E QUANDO ESSES VALORES CAIREM NO CAIXA CENTRAL BABAU……

  10. Bope
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 7:51 hs

    Enxuga aí Beto e aproveita e Pede para Sair #ForaBetoRicha

  11. Ulysses Ribas
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 7:59 hs

    É muito vender os imóveis inativos e desocupados, tudo muito certo e deve ser assim, pois o que não gera ganho, gera gasto.

    Com toda esta venda, aqui em Ponta Grossa, ficamos a espera, de que sobre algum dinheiro para que se nomeie médicos legistas no IML pois aqui só se pode morrer em dois dias por semana, pois não há médico lotado no IML, talvez seja isto o “choque de gestão” deste governador, talvez….

  12. quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 8:09 hs

    Neoliberalismo na sua mais pura essência. Vender, vender e vender… E a população começa a carecer de serviços básicos que poderiam ser ofertados pelo Estado. Eu me pergunto: por que Richa não fez isso no primeiro mandato? Ganha uma bala de hortelã quem acertar. De nada adiantará vender esses imóveis se não souber administrar o restante. Precisa-se de GESTÃO!

  13. êiiitaaa!!!!
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 9:37 hs

    Considerando que um dos esteios do PARANAPREVIDÊNCIA é seu patrimônio em imóveis Para aluguel e outras rendas), fica a dúvida: que imóveis estão sendo vendidos??? É mais um desvestir um santo para tentar cobrir outro? Mistério…

  14. Alaor
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 9:46 hs

    Meteram a mão no dinheiro, gastaram de forma errada e agora querem vender para repor o dinheiro roubado.

  15. Interiorano
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 9:51 hs

    Dizem que querem vender o Canguri, tem que vender mesmo. Governador que more na sua própria casa.

  16. Valdo
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 11:33 hs

    A Gestão do Patrimônio do Estado é nanica!

  17. Celso Três
    quinta-feira, 19 de novembro de 2015 – 14:57 hs

    Estimado Paulo Martins,sou seu eleitor da sua candidatura a deputado federal,mas você tem me decepicionado,neste seu apoio ao governo do estado.Depois desta posição e da última eu terei que deixar de votar em você.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*