Bomba no colo de Lula, Lulinha na Lava Jato | Fábio Campana

Bomba no colo de Lula, Lulinha na Lava Jato

images_cms-image-000460805

Segundo nota publicada pelo jornalista Lauro Jardim, em sua estreia no jornal O Globo, a delação premiada do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, envolve o filho do ex-presidente Lula, Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha. No acordo homologado pelo ministro Teori Zavascki, Fernando Baiano disse que arcou com despesas de Fábio Luis estimadas em cerca de R$ 2 milhões. Graças a essa delação, Baiano deve sair da prisão no dia 18 de novembro e voltar a viver em sua cobertura de 800 metros quadrados na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Com informações do blog 247.

Eis a íntegra da nota de Lauro Jardim, em O Globo:

Delação explosiva

“Está destinada a causar um estrondoso tumulto a delação premiada de Fernando Baiano, cuja homologação foi feita na sexta-feira pelo ministro Teori Zavascki. O operador (de parte) do PMDB na Petrobras pôs no olho do furacão nada menos do que Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha. Baiano contou que pagou despesas do primogênito de Lula no valor de cerca de R$ 2 milhões. Ao contrário dos demais delatores, que foram soltos logo após a homologação das delações, Baiano ainda fica preso até 18 de novembro, quando completa um ano encarcerado. Voltará a morar em sua cobertura de 800 metros quadrados na Barra da Tijuca. A propósito, quem teve acesso à delação conta que Eduardo Cunha é, sim, citado por Baiano. O operador admite ter relações com o presidente da Câmara, mas não entrega nada arrasador contra Cunha.”


2 comentários

  1. NA CORDA BAMBA
    domingo, 11 de outubro de 2015 – 16:10 hs

    A família Lula precisa estar na cadeia !!! Ninguem fica bilionário do dia para a noite sem ganhar na Megasena. A Receita Federal que liquida o povo bra-
    sileiro está CEGA !!!

  2. Helena
    domingo, 11 de outubro de 2015 – 17:45 hs

    Roubam e ainda terá privilégio de desfrutar de um cobertura deste nível na cidade Maravilhosa? Se assim for, o crime compensa! Se o chefão dos ladrões tem elevador particular em seu triplex, também adquirido de maneira também suspeita, porque não, os demais não seguirem com as as mais diversas mordomias, com o dinheiro surrupiado dos trabalhadores brasileiros?!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*