Traiano determina que Defesa Civil preste socorro às cidades atingidas por vendaval | Fábio Campana

Traiano determina que Defesa Civil preste socorro às cidades atingidas por vendaval

traiano - prefeito roger

Pouco depois de assumir o governo do Paraná nesta sexta-feira (9), com a viagem do governador Beto Richa e da vice Cida Borghetti, o governador em exercício, Ademar Traiano, começou a tomar providências administrativas. Ainda de manhã, determinou que a Defesa Civil preste todo socorro aos municípios de Borrazópolis e Ipiranga, atingidos por fortes temporais, ventos e chuva de granizo na tarde da última quinta-feira (8).

Traiano conversou por telefone com o prefeito de Borrazópolis, Adilson Luchetti e recebeu o de Ipiranga, Roger Selski, que fez um relato dos estragos produzidos pelos vendavais que atingiram as cidades. Em Borrazópolis o temporal derrubou árvores, postes, danificou casas e derrubou torres de transmissão de energia elétrica. Em Ipiranga, cidade próxima de Ponta Grossa, mais de mil casas foram danificadas. Traiano determinou a mobilização da Defesa Civil e garantiu aos prefeitos todo o apoio para reparar os danos e minimizar o sofrimento das populações atingidas.


3 comentários

  1. Marcelo
    sexta-feira, 9 de outubro de 2015 – 15:43 hs

    Mas nem uma notinha sobre essa notícia?

    http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/o-beto-ta-com-a-gente-teria-dito-auditor-fiscal-ao-entrar-na-prisao-dd882x4i5ss1z5mm39ij9dy5q

    “O BETO TÁ COM A GENTE”!

    O que é isso, Fábio? Por que seu blog é tão tendencioso? Você não vai mesmo divulgar uma notícia tão importante, relevante para o combate à corrupção no Paraná? A POPULAÇÃO PRECISA SABER DISSO!!! E não que “EMOÇÃO TOMOU CONTA DA POSSE DO TRAIAno”!!!
    Pelo visto o blog da “POLÍTICA, CULTURA E O PODER POR TRÁS DOS PANOS” só se preocupa com a parte do “…POR TRÁS DOS PANOS.”, e quando não se trata do seu querido governador Beto Richa, seus primos, os deputados do Camburão, os comissionados, os fiscais da Receita Estadual.
    O que há por trás de tanto amor e dedicação, hein? Isso gera uma curiosidade imensa no povo paranaense!!!
    Aliás, vai publicar meu comentário, ou não vai também? Sempre tenho uns prints guardados dos comentários. Caso “não possa” publicar, conheço uns caminhozinhos para entender o porquê da não publicação. Lembre-se disso, querido blogueiro PREOCUPADO COM A HONESTIDADE E COM A DEMOCRACIA!!! ;)

  2. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 9 de outubro de 2015 – 16:47 hs

    E continuará até quando essas medidas paliativas de socorro, de distribuição de telhas, de lonas?
    Será que não aparece um governo com espírito de estadisa, isto é, que não pense unicamente em carreirismo político e tome providências drásticas para congtrolar essas alterações cliáticas?
    Não por falta de aviso.
    Já se realizou aqui em Curitiba, um seminário ao qual compareceu um geológo da capital da Áustria que falou da necessidade da reconstituição de maciços vegetas para diminuir a velocidade dos ventos que, de 70 para cá, aumentaram de 25, 30 km/h para até 120 quilômetros por hora.
    E esses nossos agricultores, primaristas e gananciosos, entendem até hoje que quebra-vento é enfeite, dão mais valor à cerca convencional que as naturais. Bem, quem já acabou com o maior programa de contenção de voçoroca, de restauração da vida dos nossos rios que era o PMISA, implantar quebra-ventos em sua propriedade, significa diminuir área de plantio e atrapalhar o trabalho das colheitadeiras. Desconhecem por completo os benefícios da prática como a conservação da umidade do solo, a diminuição dos efeitos da erosão eólica, a proteção contra pragas conduzias pelo vento, como a ferrugem, por exemplo e principalmente o desvio lá para o alto, dos ventos VELOZES E FURIOSOS!

  3. Paulo
    sábado, 10 de outubro de 2015 – 12:49 hs

    Nossa que governador bom! Decisão mais que acertada! Como ele consegue decidir isto com tanta velocidade! Impressionante!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*