Traiano decreta estado de calamidade em Ipiranga | Fábio Campana

Traiano decreta estado de calamidade em Ipiranga

unnamed

O governador em exercício, Ademar Traiano (PSDB), decretou, na tarde de hoje (13), estado de calamidade pública no município de Ipiranga, cidade dos Campos Gerais, localizada a 175 quilômetros de Curitiba. Ipiranga foi o município mais atingido pelas fortes chuvas e ventos que castigaram 19 cidades do Paraná. A medida tornar mais ágeis as liberações de recursos para atendimento emergenciais à cidade.

Em Ipiranga, o vendaval e a violenta chuva de granizo produziram estragos enormes. Pelo menos 50 prédios públicos, incluindo três escolas, o hospital municipal e diversas unidades de saúde, além de 1.780 casas, foram danificados. O temporal trouxe danos a todas as regiões da cidade e afetou 7.148 pessoas. A estimativa é que os prejuízos cheguem a R$ 32 milhões – valor superior a todo orçamento municipal previsto para 2016, que é de R$ 30 milhões.

Com a decretação de estado de calamidade pública, a contratação de serviços pode ocorrer sem a necessidade de abertura de licitações, o que facilita a realização das obras de recuperação e outras medidas necessárias para atender a população atingida pelas chuvas do último final de semana. De acordo com o boletim da Defesa Civil, 19 municípios foram atingidos por tempestades, vendavais e chuvas de granizo desde a quinta-feira. Os temporais afetaram 11.504 pessoas e danificaram 2.828 residências em diversas regiões do Paraná.

Além de Ipiranga, a situação também foi crítica em Cascavel, no Oeste do Estado, e em Borrazópolis, no Vale do Ivaí. Em Cascavel, a chuva de granizo danificou 410 casas e afetou 1.600 pessoas. Em Borrazópolis, as tempestades afetaram 1.050 pessoas e danificaram 200 residências.

Na ocasião Traiano sancionou a Lei, aprovada pela Assembleia, que modifica a sistemática de eleição dos diretores de escolas.


4 comentários

  1. funcionario publico
    terça-feira, 13 de outubro de 2015 – 18:20 hs

    Senhor Traiano, aproveite e decrete a falência de alguns setores do funcionalismo público, algumas carreiras ignoradas e desprestigiadas e roubadas em seus salários, falta de vergonha na cara seu Traiano, pagar auditores corruptos, apoiados pelo secretario Mauro da SEFA, altos salários e promoções aos ladrões do dinheiro público, enquanto outros não recebem direitos a anos, Vergonha seu Traiano, quem sabe na próxima eleição o senhor e alguns outros terão apoio destes corruptos novamente.

  2. O BOM
    terça-feira, 13 de outubro de 2015 – 20:18 hs

    Um manda, e tres puxas-sacos. Redícula a foto,

  3. Luiz Flavio
    quarta-feira, 14 de outubro de 2015 – 7:44 hs

    O mundo se acabando e o Ciarra dando risada, ou deu um peido e ficou sen graça?

  4. educador
    quarta-feira, 14 de outubro de 2015 – 19:49 hs

    E essa foto com todos rindo? Curtindo a calamidade?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*