STF mantém prisão de Nestor Cerveró | Fábio Campana

STF mantém prisão
de Nestor Cerveró

O ministro Teori Zavascki, do STF, negou pedido de liberdade ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Na decisão, o ministro explicou que o exame do pedido deve ser feito no mérito da questão. O ex-diretor está em preso em Curitiba desde janeiro, por tentar ocultar seu patrimônio, segundo investigadores da Operação Lava Jato. As informações são da Agência Brasil.

No mês passado, Cerveró foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 12 anos, três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na ação penal na qual é acusado de receber propina em contratos para compra de navios-sondas pela Petrobras. Em maio, Cerveró havia sido condenado a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro pela compra de um apartamento, depois da ocultação e dissimulação de valores oriundos do pagamento de propina.


Um comentário

  1. Dionleno
    quinta-feira, 1 de outubro de 2015 – 16:16 hs

    O camarada foi arrogante na presença do juiz, tinha mais é que ficar preso mesmo. Ninguém olha torto pra um juiz e fica impune.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*