STF autoriza depoimento de Lula na Lava-Jato | Fábio Campana

STF autoriza depoimento de Lula na Lava-Jato

luli

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva preste depoimento da Lava-Jato. Ele será interrogado na condição de ‘informante’, não de investigado. O pedido para ouvir Lula foi feito pela Polícia Federal e obteve parecer favorável do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A data do depoimento ainda não foi marcada, mas a PF quer ouví-lo no prazo de 80 dias.

“O modo como se desdobra a investigação perante o Supremo Tribunal Federal e o juízo sobre a conveniência, a oportunidade ou a necessidade de diligências tendentes à convicção acusatória são atribuições do procurador-geral da República e da autoridade policial, a qual se atribui o poder-dever de reunir os elementos necessários à conclusão das investigações, efetuando as inquirições e realizando as demais diligências necessárias à elucidação dos fatos”, explicou Zavascki.

O ex-presidente Lula durante reunião do conselho do PT E-mails da Andrade Gutierrez mostram proximidade com Lula
O ex-presidente Fernando Henrique no instituto FHC FH: ‘Lula se perdeu pelas delícias do poder’
E-mails mostram ligação da Odebrecht com governoLula fez lobby para a Odebrecht, diz ministro em e-mail

“No caso, as manifestações dessas autoridades são coincidentes no sentido de que as pessoas a serem ouvidas em diligências complementares não ostentam a condição de investigadas, mas, segundo se depreende do requerimento da autoridade policial, a condição de informantes”, completou.

Zavascki, que é relator dos inquéritos da Lava-Jato no STF, também se manifestou sobre o pedido do PSDB para que a presidente Dilma Rousseff fosse investigada. Ele explicou que apenas o Ministério Público Federal teria poderes para fazer esse pedido. “Quanto ao requerimento formulado pelo deputado federal Carlos Henrique Focese Sampaio, é manifesta sua inviabilidade”.

No pedido, o PSDB questionou se Dilma, mesmo ocupando o cargo, poderia ser investigada. O ministro esclareceu que “o STF não profere decisões de caráter meramente consultivo, sem pertinência com a essência da atividade jurisdicional”. Os pedidos foram feitos no maior inquérito aberto no tribunal, o que investiga a formação de quadrilha por parte de 39 suspeitos de integrar o esquema de fraudes na Petrobras.


10 comentários

  1. OLHO VIVO.
    sexta-feira, 2 de outubro de 2015 – 21:20 hs

    A TÁ,AGORA TEM QUE TER AUTORIZAÇÃO PRA MARGINAL SER INTERROGADO,SENTA O AÇO NESSE VAGABUNDO,AS PESSOAS DO BEM AGRADECEM.

  2. ferreira
    sexta-feira, 2 de outubro de 2015 – 21:38 hs

    Tomara que este lularápio, canalha, velhaco venha depôr perante ao Juiz Sérgio Moro aqui em Curitiba e tenha uma bela recepção e hospedagem lá em Pinhais/ PCE.

  3. Helena
    sexta-feira, 2 de outubro de 2015 – 21:59 hs

    Depoimento ou MENTIRAMENTO?

  4. Moisés Fróes
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 0:48 hs

    BANDIDO. BANDIDO. BANDIDO.

  5. A CULPA É DO FHC
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 8:49 hs

    TODO O CUIDADO ESTÁ SENDO TOMADO!
    NO DESPACHO O MINISTRO TEORI PONDERA QUE O EX-PRESIDENTE SERÁ OUVIDO NA CONDIÇÃO DE INFORMANTE.
    CABE DESTACAR QUE ESTA FIGURA (INFORMANTE) NO PROCESSO PENAL NÃO EXISTE.
    SERÁ DE TESTEMUNHA!!
    ASSIM, MESMO COM O PRECIOSISMO LITERAL DO MINISTRO, CASO O EX-PRESIDENTE QUEIRA SER MAIS ESPERTO QUE A ESPERTEZA, OU SEJA, EM QUERER MENTIR PERANTE O PODER JUDICIÁRIO, A CONSEQUÊNCIA PROCESSUAL É A DECRETAÇÃO DE SUA PRISÃO!!

  6. Sergio Silvestre
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 9:06 hs

    Ai satisfaz um pouco o ego dos reacionários que vê no Lula um facínora como o Eduardo Cunha que sabota o Pais e todos gostam dele.

  7. AMO
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 10:00 hs

    Força MPF, PF, PGR e pricipalmente vc Sergio Moro, nunca estivemos tao proximos da moralizaçao do Brasil.

  8. JOHAN
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 10:02 hs

    Caro FÁBIO, essa autorização do STF para que o elemento MENTIROSO DUENDE LULLA possa ser ouvido pelo PGR, nada mais ´é de que uma CONVOCAÇÃO para depor. Informante ou testemunha são sinônimos, pois em ambos os casos o elemento não pode MENTIR em testemunho. Agora esperamos que os competentes delegados da PF não se intimidem, quando no questionamento ao elemento. As questões deverão ser bem formuladas para buscar obter a verdade, sem rodeios e sem metáforas. Entendemos que quanto antes for ouvido, melhor para acalmar os ânimos da população brasileira, que espera ver essa escória no banco dos réus, antes do final do ano. Defendo a liberdade de opinião, liberdade de imprensa e liberdade de investigação. Apoio a mobilização dos CAMINHONEIROS e a redução de R$ 0,50 por litro de diesel. Apoio o PEDIDO DE RENÚNCIA da PRESIDENTA INSISTENTA DILMA A LOUCA PERDULÁRIA agora no poder, para evitar que cometa maiores VEXAMES e VERGONHAS praticadas contra a sociedade brasileira. Atenciosamente.

  9. Argueiro zego icic
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 13:39 hs

    Neste caso, de informante pra acusado é um pulinho. Esse sujeito é falso, esperto, mas não tanto a ponto de fazer do experiente delegado da PF que o arguirá um tolo pra ficar rindo depois.

    É o primeiro passo do nonidáctilo cubanista para a Lava-Jato! Quem viver verá.

  10. Francisco Foltrani Freire
    sábado, 3 de outubro de 2015 – 13:56 hs

    Vai na condição de INFORMANTE ? INFORMANTE ele já era na época da DITADURA, tinha como codinome ” BARBA ” , segundo o Dr. Tuma Filho em seu livro. A hora que o Renato Duque, Cerveró e outros abrirem o bico esse tal de INFORMANTE PROFISSIONAL será RÉU na LAVAJATO E outros processos que irão.É uma questão de tempo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*