Sergio Moro decreta nova prisão de Odebrecht, que passa o Natal na cadeia | Fábio Campana

Sergio Moro decreta nova prisão de Odebrecht, que passa o Natal na cadeia

moro2
O juiz federal Sergio Moro abriu nesta segunda-feira (19) mais uma ação penal contra o presidente do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e outras cinco pessoas e decretou nova prisão preventiva do empreiteiro, que está detido há quatro meses. As informações são da Folha de S. Paulo.

É a terceira vez que Moro decreta a prisão preventiva de Marcelo Odebrecht, o que deve dificultar o trâmite de pedidos de habeas corpus em outras instâncias e fazer com que o empresário fique preso pelo menos até o Natal.

O Ministério Público Federal acusa o empreiteiro e três executivos da empresa de pagar R$ 138 milhões de propina em obras da Petrobras, como projetos na refinaria Abreu e Lima (PE) e no Comperj (RJ).

O ex-diretor da estatal Renato Duque e o ex-gerente Pedro Barusco são acusados de corrupção passiva. Com a decisão de Moro, todos viraram réus na ação penal. O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa também foi acusado, mas, como firmou acordo de colaboração e já foi condenado em outros processos, não foi incluído no caso.

No despacho desta segunda-feira, Moro voltou a se manifestar contra o”fatiamento” de ações da Operação Lava Jato pelo país e disse que “não há como espalhar processos perante juízos pelo país”.

Os executivos da Odebrecht envolvidos são Cesar Ramos Rocha, Márcio Faria da Silva e Rogério Araújo, que também estão presos desde junho, quando foi deflagrada a 14ª fase da Lava Jato. Todos os seis réus já respondiam a outras ações penais na Justiça Federal do Paraná. Duque e Barusco já foram até condenados em processos da Lava Jato.

NOVO DECRETO

Ao decretar nova prisão preventiva de Marcelo Odebrecht e de mais dois executivos, Moro voltou a mencionar mensagens coletadas pelos investigadores no celular do empreiteiro.

Nessas provas, Odebrecht diz a subordinados para “trabalhar para parar/anular (dissidentes PF)” e recomenda “higienizar apetrechos”, frases que foram interpretadas como tentativa de interferir nas investigações. O juiz afirma no despacho que há “indícios” de que Márcio Faria e Rogério Araújo destruíram provas e lembrou que buscas feitas pela PF tiveram pouca eficácia.

Moro também diz que uma decisão do Supremo Tribunal Federal que libertou o executivo Alexandrino Alencar, na última sexta-feira (16), deve ser “respeitada”, mas afirmou que o suspeito não foi alvo da denúncia do Ministério Público Federal.

Se o trâmite dos pedidos de habeas corpus dos executivos seguir o ritmo que teve até agora, Marcelo Odebrecht ficará detido no mínimo até o início de 2016.

O executivo pediu a libertação na segunda instância da Justiça Federal, que rejeitou a solicitação, e também ao Superior Tribunal de Justiça, que já negou liminar


8 comentários

  1. segunda-feira, 19 de outubro de 2015 – 20:12 hs

    Sr Emílio vai passar o Natal sem o filhote, será que vai chorar ou ameaçar novamente ?

  2. CRISTOVÃO
    segunda-feira, 19 de outubro de 2015 – 22:17 hs

    Que legal, deveria ficar o resto da vida

  3. Helena
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 0:42 hs

    Bem merecido esse papai noel para ele. Feliz Natal, com as pulgas baratas e percevejos !!!!

  4. CLOVIS PENA-farra na República
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 5:57 hs

    O STF ter de se ocupar de mandar prender novamente “na cadeia” participante do governo federal, ex-ministro, autor de comprovados crimes gravíssimos contra o povo brasileiro …….. é o fim !

    O STF deveria considerar desacato e ofensa grave à instituição.

  5. Juca
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 8:01 hs

    Como é Calça Frouxa, vai levar o panetone para ele?

  6. Henry
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 11:48 hs

    100% Dr. SÉRGIO MORO!!!!

  7. terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 12:55 hs

    INEXISTE POLÊMICA EM TORNO DA PRISÃO DE JOSÉ DIRCEU, O QUE HÁ É A INTERPRETAÇÕ DO STF EM REVOGAR O BENEFÍCIO DA CONDENAÇÃO ANTERIOR, MEDIDA CERTA PELO DESCUMPRIMENTO DO QUE A LEI DETERMINA. CONTINUA COMO RÉU PRIMÁRIO, MAS EIS QUE RESPONDE A OUTROS CRIMES, INCLSIVE CM PRISÃO PREVENTIVA. É O CERTO

  8. HAIMATLAND
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 15:30 hs

    SEGUNDO A PRESIDANTA: LAMENTAMOS QUE SEJA MAIS UM “BRASILEIRO” DENTRE TANTOS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*