Richa acerta parcerias com a russa Grazprom | Fábio Campana

Richa acerta parcerias com a russa Grazprom

unnamed

O governador Beto Richa apresentou nesta segunda-feira (19) na Rússia, uma proposta da Copel para construção de usinas térmicas a gás no Paraná com a empresa Gazprom – a maior produtora e uma das principais exportadoras de gás natural do mundo. “Mesmo sendo considerado um estado desenvolvido e com uma economia sólida, decidimos que chegou a hora de diversificar e dinamizar a economia do Paraná. A segurança energética é fundamental neste processo”, afirmou Richa durante reunião com a diretoria da empresa russa.

“A demanda atual por gás natural é maior do que a disponibilidade atual do produto no Estado. É necessário o acesso a gás de qualidade, a preços acessíveis. O estreitamento das relações entre a Copel e a Gazprom poderá contribuir com a concretização de nosso plano estratégico do gás natural”, destacou.

O plano do Paraná e da Copel prevê a ampliação das instalações da Usina Elétrica a Gás de Araucária (com potência de 373 MW), a implantação de uma usina a gás natural no Litoral (potência total de 1,2 mil MW), a construção de um gasoduto entre o litoral e a região metropolitana de Curitiba, a criação de infraestrutura para ampliação do mercado de gás natural e sua interiorização, e a implantação de um terminal de gás natural no litoral, com unidade de regaseificação para 10 milhões de metros cúbicos por dia.

Richa explicou que hoje no Paraná são consumidos cerca de 3,6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia, levando em conta a produção da Usina Elétrica a Gás de Araucária e o mercado da Compagas. Além do projeto de expansão em termoeletricidade da Copel, o potencial de crescimento do mercado secundário da Compagas, que tem a Copel como principal acionista, é extremamente significativo.

Richa também esteve nesta segunda-feira na sede do Vnesh Econom Bank (VEB), o banco de desenvolvimento da Rússia, e negociou um financiamento para obras de infraestrutura no Estado.


4 comentários

  1. zangado
    segunda-feira, 19 de outubro de 2015 – 20:49 hs

    Prestem atenção nos seus bolsos, o Estado endividado pelo desgoverno quer fazer mais dívidas … vai ficar russo …

  2. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 19 de outubro de 2015 – 22:41 hs

    CONVERSA PRA BOI DORMIR,NO PARANA SOBRA ENERGIA E TEM RECURSOS NATURAIS TANTOS QUE NÃO PRECISA DE TERMOELETRICAS,.

  3. terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 13:32 hs

    ENQUANTO OS CÃES LADRAM A CARAVANA PASSA. É ISSO AÍ RICHA, O DESENVOLVIMENTO NO PARANÁ JÁ É NOTADO POR TODOS, A NÃO SER AQUELES QUE NÃO QUEREM ENXERGAR; USINA DE GÁS NATURAL COM PRODUTIVIDADE REAL É UMA DEMONSTRAÇÃO DE QUE O ESTADO AVANÇA E NÃO RECUA COMO O GOVERNO FEDERAL. IDÉIAS E AVANÇOS SÃO A MARCA DO GOVERNO RICHA. PARABÉNS GOVERNADR POR MAIS ESSA INICITIVA.

  4. terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 13:33 hs

    Perdoem a digitação, mas é INICIATIVA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*