PF investiga se Gilberto Carvalho recebeu R$ 10 milhões de empresas | Fábio Campana

PF investiga se Gilberto Carvalho recebeu R$ 10 milhões de empresas

foto - agencia o globo

A Polícia Federal investiga se empresas de lobby contratadas pela Mitsubishi e pela Caoa, representante da Hyunday, pagaram R$ 10 milhões ao ex-ministro Gilberto Carvalho e a outros agentes públicos que teriam ajudado na aprovação de três medidas provisórias favoráveis às duas montadoras entre 2009 e 2013. No interrogatório de Eduardo Gonçalves Valadão, um dos sócios da SGR presos na Operação Zelotes, a delegada Rúbia Danyla Gama Pinheiro vinculou o ex-ministro à sigla GC e a um dos números encontrados num manuscrito apreendido com um dos investigados. As informações são d’O Globo.

“O que significa GC 10, isso é uma alusão ao Gilberto Carvalho e o aumento do valor dos colaboradores para R$ 10 milhões?”, quis saber a delegada. Valadão recorreu ao direito de permanecer calado e não respondeu a pergunta. No mesmo interrogatório, Rúbia Danyla perguntou: “conhece Gilberto Carvalho? Alguma vez já o procurou para fazer valer interesse de seus clientes?”. A exemplo do que fez em relação ao longo do depoimento, Valadão deixou as perguntas sem resposta.

A partir da Operação Zelotes, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita Federal investigam se dirigentes da Mitsubishi e da Caoa subornaram agentes públicos por intermédio de lobistas para obter vantagens na aprovação de medidas provisórias relativas a renúncia fiscal para montadoras. A suspeita é que as duas montadoras repassaram aproximadamente R$ 50 milhões para as empresas Marcondes & Moutini e para a SGR para a compra a ampliação da renúncia fiscal prevista em medidas provisórias do setor automotivo.

A referência a R$ 10 milhões seria, segundo investigadores, apenas uma parcela dos valores pagos pela suposta compra das medidas provisórias. Entre os documentos apreendidos pela polícia, constam um e-mail em que o vice-presidente da Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) Mauro Marcondes pede “ao amigo” Gilberto Carvalho que apresente ao então presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma carta com um pleito da categoria.

Marcondes é um dos donos da Marcondes & Mautoni. No relatório, a polícia não informa se Carvalho atendeu ou não ao pedido do lobista. Também não diz se o ex-ministro teve alguma atuação na aprovação das medidas provisórias, conforme queriam as montadoras. Em depoimento à PF na segunda-feira, Carvalho negou que tenha prestado qualquer favor ou recebido qualquer vantagem do grupo dos lobistas investigados na Zelotes. O ex-ministro prestou depoimento sem auxílio de advogado.


7 comentários

  1. zé povinho
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 12:41 hs

    Mas vocês esperavam o que deste cara, a única virtude do fofoqueiro pé vermelho era a de ser o olheiro do 51 e mais nada. O cara só reflete o comportamento do chefe.

  2. PORTUÁRIO
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 13:56 hs

    ESSE SUJEITO DESPREZÍVEL (ABJETO) AINDA EXISTE? ESSE “FULANINHO” SEGUNDO DEDUÇÃO, PELO SEU COMPORTAMENTO, DEU APOIO AOS BLACK BLOCKS – DEVE ESTAR CORRETO – PARA DESTRUIR PROPRIEDADES PRIVADAS NAS MANIFESTAÇÕES DE RUAS, PASSANDO A IMPRESSÃO QUE OS TAIS BARDENEIROS FAZIAM PARTE DOS MANIFESTANTES.

  3. Doutor Prolegômeno
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 13:57 hs

    Inspirado no padreco do programa humorístico: quem tem põe, quem não tem tira…

  4. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 16:49 hs

    Imbecil que comentou ai em cima nem sabe o que está dizendo,a familia Carvalho alem de honesta não são ricos e nem ficaram com a politica,sacanagem o fdpta que conversa o que não sabe,manda o Moro investigar para ver quanta riqueza acumularam ele e sua irmã ,Marcia Lopes em todos esses anos.

  5. Juca
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 17:14 hs

    Calça Frouxa, bateu o desespero? Relaxa e veste aquela sunguinha vermelha modelo fio dental e vá desfilar no Igapó para mostrar a estrela do PT e a fachada do Lula tatuadas no traseiro.

  6. JOHAN
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 18:15 hs

    Caro FÁBIO, entendemos e acreditamos que o debate é democrático, contudo palavras de baixo calão, qualificando e aplicando a régua da ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA PETISTA que regula os seus meliantes, não pode e não deve ser aplicada aos demais. Nesse caso entendemos que o comentário deve ser restringindo e devolvido para o emitente para que seja partilhado juntos aos seus. Atenciosamente.

  7. Helena
    segunda-feira, 2 de novembro de 2015 – 20:02 hs

    Macau e Venezuela, paraíso fiscal do PT e Lula, aqui no Brasil são todos pobres.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*