Piada pronta | Fábio Campana

Piada pronta

Painel, Folha de S. Paulo

O presidente do TSE, Dias Toffoli, não pretende decidir esta semana sobre quem irá relatar o processo que pode pedir a cassação do registro eleitoral de Dilma Rousseff. O ministro só se pronunciará depois do Dia de Finados.


7 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 12:56 hs

    Perai,piada pronta não é o Gilmar Mendes pedir vistas de um processo e ficar dois anos com ele no colo??????

  2. leandro
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 12:58 hs

    Mais essa demora seria a espera de uma decisão do Planalto em indicar o relator da matéria?

  3. ind@ind.com.br
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 12:59 hs

    ESTE SR DIAS TOFOLI DEVERIA SER INVESTIGADO, DEFENDE DEMAIS A SRA DILMA, O QUE TEM POR TRAS DESTA DEFESA TODA……….ESTAMOS DE OLHO SENHORES MINISTROS

  4. OLHO VIVO.
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 14:06 hs

    É PRA DAR TEMPO DO FINADO LULADRÃO IR PARA O INFERNO.

  5. Argueiro zego icic
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 14:11 hs

    …deve de zer bur resbeito aos ‘moribundilmados’… ic ic ic

  6. JOHAN
    quarta-feira, 28 de outubro de 2015 – 19:17 hs

    Caro FÁBIO, como esses elementos ministros do STF não possuem mais credibilidade, visto o que realizaram no passado, ao afirmar aguardar mais 5 dias, 10 dias, 15 dias, não tem muita importância, pois o que interessa mesmo é encaminhar e dar seguimento ao processo, pois esse prazo solicitado pelo ministro sairá da conta de crédito que denigre totalmente o judiciário, pois as redes sociais estão informando os fatos diários. Atenciosamente.

  7. JÁ ERA...
    quinta-feira, 29 de outubro de 2015 – 6:10 hs

    O governo do PT ganhou em uma situação apenas:- colocar em
    situações estratégicas até no STF e TSE figuras corruptas e aliadas
    com o governo para trancar tudo que for contra a corrupção.
    É a triste realidade do nosso país. Desde a Presidencia da Repú-
    blica para baixo todos estão contaminados pela podridão do poder.
    Como lei é lei (ainda) continuamos nas mãos destes crápulas…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*