País dos burocratas | Fábio Campana

País dos burocratas

A Constituição completa 27 anos esta semana e nesse período todos os tributos foram aumentados, segundo estudo do IBPT. A burocracia deu saltos colossais Mais de 5,2 milhões de normas foram editadas nesse período nas esferas federal, estadual e municipal. Dá uma média de 764 novas regras por dia. Incrível, o Brasil suporta tudo isso.


3 comentários

  1. ciro
    quarta-feira, 7 de outubro de 2015 – 16:21 hs

    País de gente não séria, de população acomodada, de gente que não tem brio, não corre sangue nas veias, comandados por bandidos, bêbados e assaltantes de bancos. É o país dos espertos, com raríssimas exceções como Sérgio Moro, Pedro Simon, Joaquim Barbosa e fica difícil lembrar mais. General Frances Charles D”Gaule falou que o “Brasil não é um país sério” em 1945 e foi repreendido pelo então governo brasileiro. Ele já tinha razão.

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 7 de outubro de 2015 – 16:53 hs

    A burocracia é a mãe e Estado gigante é o pai da corrupção.

  3. quinta-feira, 8 de outubro de 2015 – 9:24 hs

    “O Brasil é o País da injustiça, da iniquidade, da desigualdade, do desequilíbrio tributário. Mas… A ‘burocracia’ por si só não é errada. O errado é onde ela é aplicada em excesso. Sem necessidade. Criam-se ordens de serviço, regras, normas, decretos, leis, e uma legislação interminável que mesmo ao operador do direito essa é uma equação elevada a 10ª potência. Imagine ao cidadão comum, àquele que não milita nessa seara realmente é muito difícil entender, e mais que isso, aceitar. Porquê não houve, não há, e nunca haverá a contrapartida que obrigatoriamente deve haver com cada tributo cobrado em prestação de serviços públicos de qualidade. Nem de longe acontece essa contra prestação. O Estado Brasileiro é draconiano com os contribuintes/cidadãos aqui a relação é leonina. Mas, repetindo, a burocracia é necessária, sem ela não existe Estado, é o obvio ululante que o EXCESSO trava o crescimento, eleva o custo Brasil. Nosso País contraria todos os princípios elementares e básicos de uma Administração Pública eficiente e eficaz. Os princípios elencados no Artº 37, caput, da CF/88. Consultei a embaixada da França, depois de pesquisar no Google, e constatei que jamais De Gaule nunca falou isso. Trata-se de um mito. Não sou a favor da burocracia desse modelo falido que temos aqui, é claro, é logico que não. Qualquer pessoa de bom siso seria favorável a esse modelo. Ela é um mal necessário. Vivemos um Estado Democrático de Direito que respeita as Leis, Regras e Normas. Não somos um Estado anárquico. Tem que haver disciplina sob pena de subversão da ordem legalmente instituída. Maquiavel sabiamente pregava em sua obra O PRÍNCIPE que ‘Até na desordem deve haver um pouco de ordem’… Senão jamais seremos um grupo organizado, mas um bando…” – Profº Celso Bonfim

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*