MP denuncia 18 em ação penal da terceira fase da Operação Publicano | Fábio Campana

MP denuncia 18 em ação penal da terceira fase da Operação Publicano

Fabio Silveira, Jornal de Londrina

Foi protocolada ontem a ação penal da terceira fase da Operação Publicano, deflagrada neste mês, com cinco prisões. O Gaeco denunciou 18 pessoas – 13 além dos cinco que estão presos. O núcleo investigado nessa fase da Publicano gira em torno do ex-delegado da Receita Estadual em Londrina, José Luiz Favoretto Pereira e a suposta lavagem de dinheiro de propina feita por ele. Além de Favoreto, foram presos o irmão dele, Antônio Pereira Júnior, a esposa de Júnior, Leila Pereira, o advogado André Arruda e o empresário Sarquis Samara. A esposa dele, Marilúcia Samara, também teve a prisão preventiva decretada, mas não foi localizada. Além dos presos, está entre os denunciados Luiz Antônio de Souza, o auditor fiscal que firmou acordo de delação premiada com o Gaeco a partir de maio.

Eles foram denunciados por crimes como formação de organização criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com o Gaeco, esse processo diz respeito ao esquema de lavagem de dinheiro obtido por Favoreto, que é um dos 62 auditores denunciados até aqui na Publicano, acusados de formar uma “organização criminosa” junto com empresários e contadores para facilitar a sonegação fiscal mediante o pagamento de propina. O Ministério Público alega que Favoreto usou seus familiares para fazer a “lavagem” do dinheiro comprando casas lotéricas, imóveis e até uma moto Harley Davidson, por R$ 56,9 mil, em janeiro deste ano. Uma das provas alegadas pelo Gaeco é que Pereira Júnior recebeu diretamente, em sua conta bancária, R$ 306,7 mil de empresas que são acusadas de pagar propina a Favoreto. A conta corrente de Leila Pereira, esposa de Pereira Júnior, também teria sido usada para a lavagem de dinheiro.


4 comentários

  1. Sergio Silvestre
    terça-feira, 27 de outubro de 2015 – 16:52 hs

    A do primo não né.

  2. Silvio Silvestre
    terça-feira, 27 de outubro de 2015 – 19:31 hs

    Será que você é meu parente Sérgio Silvestre?

  3. Do Interior.....
    terça-feira, 27 de outubro de 2015 – 21:20 hs

    É, SS, perto do mensalão, petrolão, e outros ãos coordenados pelo PT, são centavos.

  4. zé povinho
    terça-feira, 27 de outubro de 2015 – 21:34 hs

    A primeira coisa que o Gaeco deve pedir é a demissão dos servidores públicos ladrões, depois eles vão para o lugar reservado para os ladrões. Estes empresários picaretas devem devolver o que sonegaram e, irem fazer companhia aos ex-servidores públicos já presos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*