Marcelo Odebrecht diz que MP distorceu fatos para prendê-lo | Fábio Campana

Marcelo Odebrecht diz que MP distorceu fatos para prendê-lo

ode

d’O Globo

O presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, entregou ao juiz Sérgio Moro um “autointerrogatório” onde nega ter qualquer gerência sobre contratos suspeitos e disse que o Ministério Público Federal distorceu os fatos para prendê-lo. O documento foi protocolado na Justiça Federal antes do seu primeiro interrogatório ao juiz, que ocorreu nesta sexta-feira. Nele, ele tenta se distanciar totalmente do comando da empresa.

Marcelo disse que a Odebrecht tem contas no exterior, mas disse desconhecer as contas suíças apontadas pelo MPF como fonte de pagamento de propina da empresa a funcionários da Petrobras. Ele disse que as anotações pessoais encontradas em seu celular usadas Polícia Federal para demostrar o suposto conhecimento dele de pagamentos de propina no exterior foram “mal interpretadas”.

“Fica evidente a distorção dos fatos com o objetivo malicioso de atribuir a mim uma intenção de fuga completamente infundada. Trata-se de uma iniciativa não apenas ilegal, como cruel, apenas para me sujeitar a pedido de prisão preventiva”, conclui o executivo no documento.

Numa das notas, em que aparece “PRC/Suíça.PV?” a PF afirma que teria haver com pagamentos feitos ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa na Suíça. Marcelo diz a anotação foi feita porque ele viu na “mídia menções da delação de Paulo Roberto Costa” e ia checar se havia alguma planilha de valores anexa à delação que pudesse ajudar uma investigação interna”.

Contudo, Marcelo Odebrecht não explicou as mais mil movimentações financeiras mapeadas pelo Ministério Público suíço que teriam sido usadas para lavar recursos desviados da Petrobras. O destino, quase sempre, eram contas controladas por ex-diretores da Petrobras. Ele limitou-se a dizer que não tinha conhecimento.

Ele tentou explicar orientações supostamente dadas a funcionários assim que os primeiros indícios de corrupção vieram a público. Numa das notas, ele escreveu “Higienizar apetrechos MF e RA”. MF e RA, para a PF, seriam Marcio Faria e Rogério Araújo e higienizar seria apagar provas. Marcelo contesta:

“Foi feito um lembrete sobre a necessidade de discutir se Marcio Faria e Rogério Araújo estavam sendo alvos de grampos ilegais e se seria o caso de fazer uma varredura, o que também acabou não acontecendo (…). A maior prova de que nunca cogitei em apagar nada é que minhas próprias notas e mensagens foram integralmente apreendidas em meu próprio celular”

As notas sobre “dissidentes da PF” que para os investigadores seria uma maneira dele tentar atrapalhar as investigações. Para o empresário, referiram-se a notícias veiculadas pela imprensa.

“Importante esclarecer logo que nunca cogitei interferir em investigações” disse completando:

“A alegação de que eu poderia ter interesse em interferir nas investigações não é verdadeira; a interpretação da anotação é propositadamente deturpada, sendo absolutamente desarrazoada a utilização de fatos noticiados em reportagens de jornal para fundamentar uma acusação penal”

O empresário disse ainda que só conhecia socialmente representantes das empresas envolvidas no cartel e que nunca participou de nenhum conluio para ganhar obras na Petrobras.

O executivo fez questão de afirmar mais de uma vez que não se envolve diretamente na área de negócio de nenhuma das 300 empresas da holding e que como presidente do conselho de administração da empresa, tinha função apenas de “convocar e coordenar reuniões como um representante dos acionistas”:

“Há mais de quinze anos não assino nem mesmo um cheque em nome das empresas da Organização, tampouco ordeno ou controlo operações financeiras”, afirmou.

Em nota, a defesa de Marcelo Odebrecht diz que “Marcelo refutou com firmeza as acusações que são feitas a ele na peça acusatória”. E que a empresa segue “confiante não só na sua absolvição neste processo penal, como na revogação da prisão, por meio de habeas corpus que aguarda julgamento no Superior Tribunal de Justiça”.


13 comentários

  1. leandro
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 17:55 hs

    Coitado do Frei Damião. Depois dessas declarações do Marcelo Odebrecht, o mesmo será canonizado e santificado e assim aparecerá como mais um santo brasileiro ao lado do valoros Frei Damião.

  2. Milton
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 18:14 hs

    Será este caso a maior pizza a ser colocada em um forno na história do Brasil? Que prevaleça a lei e este país entre em outra onda senão estaremos definitivamente afundados na lama. Viva Sérjio Moro.!

  3. antonio
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 18:23 hs

    Essa foto com a Gleisi no fundo, é verdadeira? O que ela tem a ver com o depoimento do cidadão, isto se a foto é do depoimento? Está com cara de montagem, pois as paredes são diferentes.

  4. sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 20:33 hs

    O Homem da Odebrecht é um cara de pau, agora ele quer dizer que foram concebidas provas sem que o mesmo tivesse envolvido. As várias transações financeiras na Suíça o mesmo desconhece, aliás, se fosse uma ou duas poderia até passar batido, mas são mais de MIL (1.000) TRANSAÇÕES FINANCEIRAS. O direito de espernear está implícito em sua pessoa, mas a condenação virá. Aguarde seu Marcelo.

  5. Juca
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 20:49 hs

    Não é a Barbie que aparece à esquerda do distinto?

  6. Cajucy Cajuman
    sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 22:14 hs

    Perfeitamente. Marcelo é um santo! Deveria receber bênção especial do Papa Francisco. Pureza d’alma!

  7. sexta-feira, 30 de outubro de 2015 – 23:28 hs

    Gostei muito da atitude do DR MORO no depoimento do Marcelo Lula Odebrecht , ouviu a presepada e NÃO CAIU no conto do “não sei de nada ,tá tudo escrito” .

    Marcelinho deve ter ficado furioso, armou o discurso cuidadosamente ” burramente”. E VAI SE DANAR ….amei

    Além de não esclarecer nada ainda disse que MP distorceu a sua “historinha”…..FOI ARROGANTE E BURRO

    VALEU MORO !

  8. FUI !!!
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 6:19 hs

    Que foto histórica. Marcelo e Gleisi. Na verdade toda esta tigrada são
    farinha do mesmo saco. O depoimento do Marcelo é simplesmente uma
    afronta ao bom senso de qualquer juiz. Deixe este cara apodrecer na ca-
    deia e fim de papo !!!

  9. Henry
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 9:51 hs

    QUE DÓ… ESTOU COM O MEU CORAÇÃO TOTALMENTE PARTIDO E MORRENDO DE PENA DO “coitado”…

  10. M.E.J.
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 11:16 hs

    Petulante e arrogante, esse Sr. quer PAUTAR as oerguntas do Dr. Sérgio Moro.

    Ontem, usou a tática para desmoralizar o interrogatório.

    Juiz não gosta disso.

    O Natal vai ser, para o Marcelão, na cela da PF.

    Promotores e Procuradores foram chamados de mentirosos.

    Hummm.

    O Marcelão está tentando criar ATRITOS.
    Depois, se fazer de vítima e pedir a suspeição do Juiz.

  11. JOHAN
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 12:05 hs

    Caro FÁBIO, como ele não assina nem cheque, e que a empresa segue tranquila e confiante, esse SAFO pode ficar onde está, até que realmente conte o que sabe, quem é o parceiro e quem são os cumpadres. Atenciosamente.

  12. Sandor Mendes
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 12:57 hs

    Que coitado esse rapaz. Assim como Lula ele tambem nao sabia e nao sabe de nada. Mas como pode administrar um imperio com essa incompetencia administrativa? Com a palavra os acionistas.

  13. zangado
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 13:45 hs

    Ele está certo e todos os outros errados …
    Ele pensa que as pessoas de bem e decentes no país são idiotas.
    Colarinho branco mais sujo que pau de galinheiro !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*