Incêndio | Fábio Campana

Incêndio

unnamed
Painel, Folha de S. Paulo

A exoneração do general Antônio Hamilton Martins Mourão do Comando Militar do Sul fez aumentar a insatisfação do Exército com o governo da presidente Dilma Rousseff, “jogando gasolina na fogueira”, segundo um interlocutor da caserna.

Afronta – Os militares, que já demonstravam insatisfação com Jaques Wagner no comando da Defesa, dizem internamente que, ao entregar a pasta para o PC do B, a intenção do governo foi a de “desmoralizá-los de vez”.


3 comentários

  1. Palpiteiro
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 14:01 hs

    Nunca em toda a história do Brasil, os militares foram tão humilhados, perseguidos e amaldiçoados. Os lulopetistas enxovalharam a honra das forças armadas. É pura vingança.

  2. Sergio Silvestre
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 14:51 hs

    O Mourão foi pra cerca.

  3. RR
    sábado, 31 de outubro de 2015 – 16:08 hs

    NA ÉPOCA EM QUE OS NOSSOS GLORIOSOS MILITARES GOVERNAVAM O PAÍS,JÁ TINHA ESSES COMUNISTA IMUNDOS INFILTRADOS NAS FORÇAS ARMADAS,O QUE NÃO MUDOU NADA NOS DIAS DE HOJE,OS MILITARES HONESTOS QUE ESTÃO INSATISFEITOS COM ESSE DESGOVERNO IMUNDO E LADRÃO,DEVEM SE INSURGIR E SALVAR O BRASIL DESSE CÂNCER “ptraia”E SUA CORRIOLA DE VAGABUNDOS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*