Fachin pede urgência no julgamento das liminares sobre o impeachment de Dilma Rousseff | Fábio Campana

Fachin pede urgência no julgamento das liminares sobre o impeachment de Dilma Rousseff

fachin - estadao

do Estadão

O ministro Edson Fachin, do STF, disse nesta segunda-feira, 19, que o julgamento das liminares para a abertura de um processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) pode ocorrer nesta semana. Fachin defendeu urgência na análise das liminares ao afirmar ser importante que o STF decida sobre o assunto em conjunto. “Do meu ponto de vista, entendo que o plenário deve apreciá­-las o mais rápido possível para que haja um pronunciamento colegiado do STF sobre esse assunto. E isso pode acontecer eventualmente essa semana”, afirmou Fachin.

Na terça­-feira passada, 13, o STF concedeu três liminares que suspenderam as regras de tramitação determinadas por Cunha para a abertura de um processo de impeachment. Cunha tinha dez dias para se pronunciar oficialmente sobre o tema. Em seguida, a Advocacia­-Geral da União e o Ministério Público Federal também devem se manifestar para que finalmente o assunto seja discutido em plenário no Supremo.

“Esse é o ponto mais importante: que o juízo colegiado do STF se faça sobre esse assunto, confirmando ou não, as liminares que foram deferidas”. Fachin disse também que é a atuação do STF no julgamento das liminares seja “contida e cautelosa” para evitar o que chamou de “ativismo excessivo”.

“A atuação do STF tem que ser contida e cautelosa para que não haja ativismo excessivo, mas para que seja necessariamente firme”, afirmou. Ao ser questionado sobre o novo decreto de prisão do empresário Marcelo Odebrecht, no âmbito da Operação Lava Jato, Fachin elogiou o trabalho realizado pelo juiz Sérgio Moro, a quem chamou de “pessoa pública exemplar”. Segundo o ministro, Moro tem feito um trabalho importante no combate à corrupção.


4 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 12:35 hs

    Mas, bá tchê, quanta pressa seu Luiz…

  2. Lousada
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 13:21 hs

    Hora de demonstrar gratidão?

  3. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 20 de outubro de 2015 – 18:11 hs

    Ai o “colegiado” barra. Simples assim…E dizer que foi às lágrimas quando, na posse, citou a família.

  4. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 21 de outubro de 2015 – 13:13 hs

    -Pede urgência para engavetar o quanto antes possível…afinal seria constranger a presidente com a sua nomeação!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*