Cultura do roubo | Fábio Campana

Cultura do roubo

O esquema atribuído a Fernando Pimentel também agiu no Ministério da Cultura. A PF tem “suspeitas contundentes de fraude” em edital que deu origem a 10 contratos e termos aditivos que somam R$ 119 milhões, segundo o Estadão.

Das nove empresas que participaram da concorrência, quatro eram ligadas a Benedito de Oliveira, e a vencedora foi a Gráfica Brasil.

É como um câncer em metástase.

O Antagonista


Um comentário

  1. Francisco Foltrani Freire
    sábado, 10 de outubro de 2015 – 14:11 hs

    Alguém poderia me informar urgentemente, por quê cada caso de CORRUPÇÃO no País tem, na maioria das vezes, um PETISTA a frente dessas falcatruas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*